Financiamento imobiliário pela caixa em maio bate recorde com R$ 15,6 bilhões

0

Um novo recorde em financiamento imobiliário foi alcançado pela Caixa Econômica Federal.

Em maio deste ano, a instituição financeira superou a marca de R$ 14 bilhões em contratações, realizadas em agosto do ano passado, e ofertou R$ 15,6 bilhões em crédito.

O número representa o melhor resultado mensal, em financiamento imobiliário, da história da Caixa.

Segundo a instituição, os resultados animadores reforçam o papel de protagonismo nesse mercado, recorrendo ao termo “banco da habitação”.

Empréstimo Consignado Auxílio Brasil

De fato, os números impressionam. Ao todo, o banco liberou R$ 400 bilhões em crédito imobiliário no período de janeiro de 2019 e maio deste ano.

Comparando com o mês de maio do ano passado, nessa categoria as concessões realizadas pelo banco público subiram 29,2%.

Financiamento imobiliário Caixa

A linha de crédito habitacional da Caixa oferta a possibilidade de até 35 anos para saldar a dívida, tanto em imóveis novos como usados.

A parcela do financiamento pode ser de até 30% da renda familiar bruta e é possível utilizar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS, como parte do pagamento.

Para usar o FGTS é necessário que o trabalhador tenha pelo menos 3 anos de carteira assinada. O saldo pode ser empregado para construir ou reformar um imóvel.

O crédito habitacional da Caixa é feito pelo Sistema Financeiro de Habitação – SFH, e tem como garantia a alienação fiduciária. Isso significa que o imóvel é a própria garantia do empréstimo.

Como fazer

Primeiramente, é importante realizar uma simulação, onde você vai inserir seus dados e descobrir o valor da prestação, prazo e outras condições para financiar um imóvel. Para isso, clique aqui.

Depois, será feita uma análise de crédito. Você deve apresentar a documentação para os correspondentes bancários ou para o gerente, na agência.

É nesse segundo momento que a Caixa identifica as possibilidades de uso do FGTS e o tipo de crédito mais adequado a você.

Após analisar os documentos, a Caixa vai até o imóvel avaliar o valor de venda e as condições de uso.

Em seguida a avaliação da engenharia, ocorre a assinatura do contrato na agência. É necessário registrar o contrato no cartório de imóveis para a liberação do crédito.

As parcelas mensais, que serão pagas ao longo do prazo estabelecido no contrato, podem ser quitadas através do débito em conta ou pelo pagamento de boletos.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Empréstimo do Auxílio Brasil não saiu por isso Empréstimo consignado do Auxílio Brasil travou por esse motivo Consulta Auxílio Gás junho liberada no aplicativo Calendário Auxílio Brasil abril 2022 começa nesta semana Empréstimo consignado do Auxílio Brasil e BPC segue indefinido