Novo Ensino Médio pode ter mudanças importantes para educação

Saiba como funciona hoje e o que pode mudar caso o texto seja aprovado

A proposta que visa modificar o Novo Ensino Médio e que foi aprovado na última quarta-feira (20), na Câmara dos Deputados, prevê as seguintes alterações:

  • 1. Aumento da carga horária das disciplinas obrigatórias, como português e matemática, e um “encolhimento” da parte optativa do currículo;
  • 2. Definição mais específica do que pode ser ofertado como “itinerário formativo” — aquelas disciplinas que o aluno escolhe cursar;
  • 3. Flexibilidade maior nos cursos técnicos, para que, somente no caso deles, as disciplinas eletivas possam ocupar uma fatia maior da carga horária.
Sugestões para você

Tempo médio de concessão para benefícios do INSS é…

Cabe destacar que o texto ainda precisará ser votado no Senado, o que pode resultar em alterações no projeto. Até o fechamento desta matéria, ainda não há data marcada para essa etapa.

O que pode mudar?

Em vigor em todas as escolas da rede pública e privada do Brasil desde 2022, o Novo Ensino Médio tem sido alvo de críticas desde que foi implementado. Por conta disso, o Governo Federal enviou, em outubro do ano passado, um Projeto de Lei (PL) para o Congresso para ajustar alguns tópicos.

A seguir, veja o que está em vigência atualmente, como pode ficar o Novo Ensino Médio, e os prós e contras das mudanças propostas, segundo entidades do setor:

Carga horária

  • 1. Como funciona hoje

1.800 horas para disciplinas obrigatórias, como previsto na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) + 1.200 horas para optativas (itinerários formativos escolhidos pelo aluno ou curso técnico).

  • 2. O que foi aceito pela Câmara

2.400 horas para disciplinas obrigatórias + 600 horas para optativas (itinerários formativos escolhidos pelo aluno).

Disciplinas obrigatórias

  • 1. Como funciona hoje

Apenas português e matemática precisam estar presentes em todos os anos do ciclo, assim como estudos e práticas de educação física, arte, sociologia e filosofia.

  • 2. O que foi aceito pela Câmara

As disciplinas obrigatórias em todos os anos do ensino médio são: linguagens (português e inglês) e artes, educação física, matemática, ciências da natureza (biologia, física e química), ciências humanas (filosofia, geografia, história e sociologia). O aprendizado de espanhol é facultativo, e não obrigatório, como o governo desejada.

Itinerários formativos

  • 1. Como funciona hoje

As redes definem quantos e quais itinerários formativos vão ofertar.

  • 2. O que foi aceito pela Câmara

Cada escola deve oferecer, no mínimo, dois itinerários (exceto as que oferecerem também o ensino técnico). Ainda, haverá uma delimitação dos itinerários formativos para aprofundamento nas áreas do conhecimento, devendo cada um contemplar ao menos uma dessas áreas (ciências da natureza, ciências humanas, linguagens e matemática) ou uma formação técnica e profissional.

Carga horária do ensino técnico

  • 1. Como funciona hoje

Pelo menos 1.800 horas de disciplinas obrigatórias + 1.200 horas para o ensino técnico (equivalente à carga de outras disciplinas optativas).

  • 2. O que foi aceito pela Câmara

Mínimo de 2.100 horas de disciplinas obrigatórias (sendo que 300 horas poderão ser destinadas a conteúdos da BNCC diretamente relacionados à formação técnica profissional oferecida, ficando 1.800). A carga horária máxima será de até 1.200 horas para o curso técnico escolhido.

Ensino à distância

  • 1. Como funciona hoje

A lei permite que as matérias possam ser dadas por meio de atividades online e que os sistemas de ensino possam firmar convênios com instituições de educação à distância (EaD).

  • 2. O que foi aceito pela Câmara

Carga horária destinada à formação geral básica deve ser ofertada de forma presencial, admitido, excepcionalmente, ensino mediado por tecnologia, em disciplinas como matemática, química, entre outras, com base em regulamento a ser elaborado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.