Comunicado do Caixa Tem para NIS final 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 0

Os usuários da plataforma da Caixa Econômica Federal foram notificados sobre um importante benefício

Os cidadãos contemplados pelo Bolsa Família devem ficar atentos, visto que o Governo Federal emitiu um comunicado importantíssimo no aplicativo do Caixa Tem (disponível para Android e iOS). O informe engloba todos os beneficiários, ou seja, com Número de Identificação Social (NIS) de 1 a 0.

Em linhas gerais, o alerta é uma boa notícia: na plataforma digital, foi revelado o cronograma da próxima rodada de pagamentos, referente ao mês abril. Portanto, os segurados já podem consultar as datas e se organizar para receber os montantes.

Calendário completo do Bolsa Família para abril

A seguir, confira o cronograma de repasses que compete a abril. Mas antes, vale lembrar que a ordem dos pagamentos é baseada no último dígito do NIS de cada segurado do programa social:

  • Beneficiários com NIS terminado em 1: depósito no dia 17 de abril;
  • Beneficiários com NIS terminado em 2: depósito no dia 18 de abril;
  • Beneficiários com NIS terminado em 3: depósito no dia 19 de abril;
  • Beneficiários com NIS terminado em 4: depósito no dia 20 de abril;
  • Beneficiários com NIS terminado em 5: depósito no dia 23 de abril;
  • Beneficiários com NIS terminado em 6: depósito no dia 24 de abril;
  • Beneficiários com NIS terminado em 7: depósito no dia 25 de abril;
  • Beneficiários com NIS terminado em 8: depósito no dia 26 de abril;
  • Beneficiários com NIS terminado em 9: depósito no dia 27 de abril;
  • Beneficiários com NIS terminado em 0: depósito no dia 30 de abril.

Repasses adicionais

Desde a sua reativação no ano passado, quando Luiz Inácio Lula da Silva assumiu a Presidência da República, o Bolsa Família passou a conceder uma série de benefícios extras. A medida tem como objetivo dar um maior suporte aos cidadãos agraciados pelo programa social. Confira:

  • 1. Benefício Primeira Infância (BPI): adicional de R$ 150 para até duas crianças menores de sete anos;
  • 2. Benefício Variável Familiar (BVF): concede R$ 50 para gestantes ou crianças e adolescentes na faixa etária entre sete e 18 anos incompletos;
  • 3. Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): extra de R$ 50 para cada bebê com até sete meses de vida.

Critérios de elegibilidade

A regra mais importante imposta pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), pasta responsável pelo programa, é ligada à renda. Ela deve ser igual ou inferior a R$ 353.

Além disso, é de suma importância estar devidamente registrado no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), atualizando-o a cada dois anos ou quando houver mudanças significativas no núcleo familiar. Ainda, é preciso cumprir algumas tarefas ligadas à saúde e à educação. São elas:

  • 1. Gestantes devem realizar o acompanhamento pré-natal;
  • 2. Os pais devem acompanhar o estado nutricional (tamanho e peso) dos filhos menores de sete anos;
  • 3. Garantir a presença escolar mínima de crianças e adolescentes que não concluíram o ensino médio;
  • 4. Estar com a caderneta de vacinação atualizada.

Cabe destacar que o descumprimento das regras acarreta na suspensão dos repasses, sendo preciso resolver a situação para voltar a receber os recursos concedidos pelo Bolsa Família.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.