Descubra se seu CPF está na lista para receber R$ 6.220 em março

Apenas algumas cidades do país terão acesso ao montante; saiba o motivo

Devido a uma recente atualização, a Caixa Econômica Federal (CEF) revelou boas notícias para os cidadãos que possuem saldo no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) que vivem em cidades afetadas por calamidades públicas.

O banco estatal implementou uma série de medidas para ajudar os munícipes de regiões impactadas por desastres naturais, sendo a principal delas a liberação de um saque de até R$ 6.220,00. Nas próximas linhas, veja quem poderá sacar o montante destinado para momentos de dificuldade.

Cidadãos elegíveis ao benefício

O dinheiro vem sendo disponibilizado para trabalhadores formais, isto é, aqueles que exercem suas atividades laborais sob o regime da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), em especial para os que moram em cidades que tiveram a situação de calamidade pública ou de emergência reconhecida pelo Governo Federal. Confira algumas situações onde o montante de até R$ 6.220,00 é liberado:

  • 1. Enchentes;
  • 2. Inundações;
  • 3. Alagamentos;
  • 4. Vendavais intensos;
  • 5. Ciclones.

Como informado há pouco, a liberação dos valores na CEF está condicionada à declaração de calamidade ou emergência pela autoridade competente do município ou estado afetado. Vale frisar que a declaração deve ser feita no prazo máximo de 30 dias a contar do primeiro dia útil subsequente ao evento climático.

Outro ponto que vale ressaltar é que o valor acessível para saque corresponde ao montante disponível na conta do FGTS do trabalhador na data que o benefício é solicitado, sendo limitado ao teto de R$ 6.220,00. Dito isso, abaixo, confira como solicitar o saque extraordinário da Caixa.

Passo a passo de como sacar a quantia

Os interessados em realizar o saque devem acessar o aplicativo do FGTS (disponível para Android e iOS). Confira o nosso breve guia:

  • 1. Primeiro, acesse o app e toque na opção “Meus Saques”;
  • 2. Depois, selecione a opção “Outras Situações de Saque” e, na sequência, escolha a aba “Calamidade Pública” como motivo do saque;
  • 3. Agora, escolha como deseja receber o dinheiro: crédito em conta bancária de qualquer instituição ou de forma presencial;
  • 4. Por fim, basta fazer o upload dos documentos necessários, como comprovante de residência, documento de identificação, CPF e comprovante de vínculo empregatício.

Ao enviar a solicitação, a Caixa fará uma análise da documentação. Caso esteja tudo dentro dos conformes, o pedido será aprovado e o dinheiro liberado para o trabalhador. Em certos casos, pode ser preciso o comparecimento em uma agência do banco com outros documentos, como comprovante de residência recente ou uma declaração do governo local confirmando a residência na área afetada.

É importante ter em mente que a modalidade em questão reflete o compromisso da Caixa e do Governo Federal em prover suporte aos brasileiros afetados por desastres naturais. Neste mês de março, mais de 60 cidades do país estão em situação de calamidade. Logo, a medida chega em um momento fundamental para auxiliar na recuperação das áreas mais vulneráveis.

Se ainda possuir alguma dúvida ou então almeja consultar a lista de municípios elegíveis à liberação do montante de até R$ 6.220,00, a orientação é acessar o site oficial da CEF, que é atualizado semanalmente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.