Ar-condicionado portátil ou split: o que sai mais caro na conta de luz?

Saiba a diferença entre os aparelhos e comece a economizar imediatamente

Em tempos de muito calor, é natural que a conta de luz venha mais cara, visto que aparelhos como ventilador e ar-condicionado ficam praticamente ligados o dia inteiro. Apesar de ser algo praticamente inevitável, há como reduzir o impacto na fatura de energia elétrica.

Neste sentido, é de suma importância saber qual gasta mais energia entre ar-condicionado portátil ou split, sendo muito útil para aliviar os gastos com a conta de luz. Dito isso, a seguir, descubra qual modelo consome mais, bem como suas vantagens e desvantagens.

Ar-condicionado portátil

O que é?

O ar-condicionado portátil é um aparelho móvel de refrigeração para ambientes específicos e poder facilmente transportado. Diferentemente dos modelos split, os portáteis contêm todos os componentes para resfriar espaços menores.

Funcionamento do dispositivo

O ar-condicionado portátil usa o ciclo de compressão de vapor, com componentes como evaporador, compressor, condensador e válvula de expansão, para refrigerar o ar. Em outras palavras, o ar quente é expelido pelo tubo de exaustão conectado ao ponto de saída.

Vantagens

  • 1. Portabilidade: são facilmente transportáveis;
  • 2. Instalação simples: a montagem geralmente dispensa a necessidade de mão de obra profissional;
  • 3. Custo inicial acessível: modelos portáteis tendem a ser mais baratos.

Desvantagens

  • 1. Refrigeração limitada: tem menor capacidade de resfriamento devido ao tamanho e potência do compressor;
  • 2. Baixa eficiência energética: podem consumir mais energia;
  • 3. Nível de ruído: podem produzir barulhos mais estridentes.

Ar-condicionado split

O que é?

O ar-condicionado split é um sistema de refrigeração composto por duas unidades separadas: a evaporadora, interna, e a condensadora, externa, conectadas por tubulações em que circula o gás refrigerante, permitindo a transferência de calor.

Funcionamento do dispositivo

O ar-condicionado split utiliza o ciclo de compressão de vapor. O refrigerador circula entre as unidades interna e externa. A unidade evaporadora absorve calor do ar interno, transformando-o em gás de baixa pressão. O compressor, então, aumenta sua pressão e temperatura, enviando-o para a unidade condensadora. Por lá, o calor é dissipado para o ambiente externo, e o refrigerante volta ao estado líquido, repetindo o ciclo.

Vantagens

  • 1. Eficiência energética: são mais eficientes, principalmente os Inverter;
  • 2. Silenciosos: a unidade condensadora externa reduz o ruído interno;
  • 3. Alta potência: têm grande capacidade de refrigeração, variando de 9.000 a 36.000 BTUs.

Desvantagens

  • 1. Custo inicial elevado: são mais caros pois têm tecnologias avançadas;
  • 2. Instalação complexa: demandam habilidades técnicas profissionais especializados;
  • 3. Manutenção cara: custos altos e peças de reposição mais caras.

Afinal de contas, qual modelo consome mais energia elétrica?

Se comparado aos modelos portáteis, os aparelhos de ar-condicionado split geralmente consomem menos energia. Além disso, os modelos splits oferecem maior capacidade de resfriamento. Todavia, vale destacar que o uso do ar-condicionado pode aumentar significativamente a conta de luz, especialmente se aparelho for utilizado de forma intensiva e não otimizada.

Isso porque os aparelhos de ar-condicionado estão entre os maiores consumidores de energia em ambientes domésticos e comerciais, principalmente em regiões de clima quente, onde a demanda por refrigeração é alta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.