Erros comuns e perigosos na internet que você jamais deve cometer

Na era digital, a segurança na internet se tornou uma preocupação crescente, especialmente considerando o aumento significativo nos ataques cibernéticos. Recentemente, um estudo divulgado pela Acronis, especializada em proteção cibernética, destacou que o Brasil figura como o terceiro país mais afetado por malwares no último trimestre de 2023, superado apenas por Singapura e Espanha.

A informação foi compartilhada durante a inauguração de um novo centro de dados em São Paulo, ressaltando a importância de medidas preventivas contra essas ameaças. 

Um ponto alarmante da pesquisa é o surgimento de técnicas aprimoradas de phishing, assistidas por inteligência artificial, representando mais de 90% dos golpes analisados. Além disso, foi registrado um aumento de 222% nos ataques via e-mail em comparação com períodos anteriores. Diante desse cenário, a conscientização e a adoção de práticas de segurança robustas tornam-se indispensáveis. 

Durante uma visita ao novo centro de dados da Acronis em São Paulo, o executivo Steve Brining compartilhou algumas vulnerabilidades comuns entre os usuários brasileiros, como a manutenção de softwares desatualizados e a negligência quanto à autenticação de dois fatores. Esses erros podem aumentar significativamente o risco de ataques e invasões, comprometendo dados sensíveis.

Como fortalecer sua segurança digital

Confira dicas de como preservar a sua segurança digital:

1. Senhas fortes são essenciais: A escolha de senhas complexas e únicas para cada serviço utilizado é crucial para impedir acessos não autorizados. Senhas previsíveis e o reuso em múltiplas plataformas facilitam a ação de criminosos em potencial.

2. Ativação da autenticação de dois fatores: Esse recurso adiciona uma camada extra de proteção, assegurando que, mesmo em casos de vazamento da senha, uma barreira adicional protege o acesso às suas contas.

3. Cuidado com links suspeitos: Evitar clicar em links ou baixar anexos de origens duvidosas é uma medida simples, mas eficaz, para prevenir a exposição a malwares e golpes de phishing.

4. Atualização periódica de softwares: Softwares atualizados são menos suscetíveis a vulnerabilidades de segurança. Por isso, é fundamental manter sistemas operacionais e aplicativos em suas versões mais recentes.

5. Uso seguro de redes wi-fi públicas: A utilização de redes públicas de Wi-Fi pode expor seus dados a riscos. Recorrer a uma VPN é uma prática recomendada para proteger suas atividades online nesses ambientes.

6. Realização regular de backups: O backup de dados importantes minimiza os danos potenciais em casos de perda ou corrupção de dados, seja por falhas técnicas ou ataques cibernéticos. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.