Bolsa Família de março: datas de depósito e como receber R$ 850

O Bolsa Família, programa de transferência de renda do governo, está em execução do seu cronograma de pagamentos para março de 2024, trazendo importantes atualizações para os beneficiários. Os pagamentos estão a ser efetuados. Uma novidade este ano é a medida especial adotada para residentes de municípios que se encontram em situação de emergência ou estado de calamidade pública, oficialmente reconhecidos pelo Governo Federal.

Pessoas nestas condições terão o benefício disponibilizado integralmente, independente do final do NIS, facilitando o acesso ao auxílio em momentos críticos. 

Calendário de pagamentos do Bolsa Família em março

O calendário de pagamentos do Bolsa Família para março de 2024 foi organizado como os anteriores, com base no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário. Confira os repasses restantes:

  • Para beneficiários com NIS terminando em 7: 25 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 8: 26 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 9: 27 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 0: 28 de março.

A movimentação dos valores pode ser feita através do aplicativo Caixa Tem, disponível para Android e iOS.

Critérios para receber o Bolsa Família

Para aqueles que se perguntam sobre a elegibilidade ao programa, é importante saber que a renda per capita familiar não deve ultrapassar R$ 218 mensais. A inscrição pode ser feita no Cadastro Único, com informações atualizadas e verídicas, diretamente nos centros de assistência social dos municípios. 

Desde 2023, ocorreram mudanças significativas no valor do benefício. Agora, as famílias contempladas podem receber adicional de R$ 50 para diversas faixas etárias e condições, além de um valor de R$ 150 para quem tem crianças de até seis anos. O valor máximo que uma família pode alcançar é de R$ 850, considerando todos os benefícios possíveis dentro do programa.

Todos os benefícios do Bolsa Família são regulamentados por critérios específicos de elegibilidade e requerem que a família mantenha o CadÚnico atualizado. Além do Auxílio Gás, pago a cada dois meses, os beneficiários podem receber:

  • Benefício de Renda de Cidadania: R$ 142 por membro familiar; 
  • Benefício Complementar: complementa o pagamento para famílias cujo total de benefícios não atinja o valor de R$ 600; 
  • Benefício Primeira Infância: disponibiliza R$ 150 mensais para cada criança de zero a sete anos; 
  • Benefício Variável Familiar: paga uma parcela extra mensal de R$ 50 para gestantes e jovens de 7 a 18 anos; 
  • Benefício Variável Familiar Nutriz: oferece um extra de R$ 50 para cada membro familiar com até sete meses de idade; 
  • Benefício Extraordinário de Transição: garante que nenhum beneficiário receba em quantidade inferior à concedida no Auxílio Brasil. Este benefício estará disponível até maio de 2025.

Vale lembrar as obrigações das famílias beneficiadas pelo programa Bolsa Família. Elas devem cumprir condições nas áreas de saúde e educação, tais como: 

  • Frequência escolar para crianças e adolescentes de 4 a 17 anos; 
  • Acompanhamento pré-natal para gestantes; 
  • Monitoramento nutricional (peso e altura) de crianças de até sete anos; 
  • Adesão ao calendário nacional de vacinação.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.