Moeda de apenas 1 real pode ser vendida por até R$ 850

Saiba o motivo do pequeno item metálico valer tanto dinheiro

O universo das moedas raras é fascinante e, muitas vezes, por incrível que pareça, lucrativo. Entre os itens mais procurados pelos colecionadores apaixonados pela numismática, está a moeda de R$ 1,00 cunhada em 1994. Dependendo de sua condição, ela pode valer até R$ 850.

Nesta matéria, vamos mergulhar em detalhes sobre a peça, bem como entender o que são moedas raras, suas características estados de conservação, como preservá-las e vendê-las. Dito isso, siga a leitura até o fim e conheça o universo da numismática.

O que é preciso para uma moeda ser considerada uma relíquia?

Moedas raras são aquelas produzidas em quantidades limitadas ou que possuem características únicas. Elas são bem cobiçadas por colecionadores e podem alcançar altos valores no mercado especializado. Abaixo, confira o faz esses pequenos pedaços metálicos serem tão valiosos:

  • 1. Material: o tipo de material utilizado na produção da moeda pode influenciar no seu valor. Moedas feitas de ouro, prata ou outros minérios preciosos tendem a ser mais raras;
  • 2. Ano de cunhagem: quanto mais antiga for a moeda, maior será a chance dela ser rara. Isso porque moedas antigas costumam ter tido tiragens menores e muitas delas se perderam com o tempo;
  • 3. Erros de cunhagem: algumas moedas possuem erros de cunhagem, que podem ser desde um detalhe na imagem até a inversão do desenho. Estas moedas costumam ser muito raras e valiosas;
  • 4. Condição: a condição da moeda também influencia no seu valor. Moedas em excelente estado de conservação são mais valorizadas.

Estado de conservação

O estado de conservação de uma moeda é um dos principais fatores na hora de determinar seu valor. Sendo assim, quanto melhor a condição, maior será o seu preço. Os principais estados de conservação são:

  • 1. Flor de Cunho (FC): Moedas nesta condição são praticamente perfeitas, sem qualquer sinal de desgaste ou manuseio;
  • 2. Sobre Extra (SOB): Moedas neste estado apresentam leves sinais de manuseio, mas ainda mantêm a maioria de seus detalhes intactos.
  • 3. Muito Bem Conservada (MBC): Moedas neste estado apresentam sinais visíveis de desgaste e perda de detalhes.
  • 4. Regular: Moedas neste estado apresentam desgaste acentuado e perda de detalhes.

Como manter a moeda preservada?

Para preservar os itens metálicos, é preciso de um cuidado especial. Elas devem ficar armazenadas em local seco e longe da luz direto do sol. Além disso, a orientação é aconselhável guardar as moedas em porta-moedas específicos para evitar danos.

Para vender uma moeda rara, o ideal é procurar um leilão de numismática ou um comerciante especializado. Antes de vendê-la, é importante pesquisar o valor de mercado da moeda para garantir que você está recebendo um preço justo.

Moeda de R$ 1,00 de 1994

Agora que você possui um conhecimento básico sobre moedas raras, vamos falar especificamente sobre a moeda de R$ 1,00 cunhada no ano de 1994. Veja os detalhes:

Valor e característica

Em 1994, a primeira moeda de R$ 1,00 foi cunhada no Brasil. Hoje, essa moeda pode valer até R$ 850, principalmente se possuir um erro de cunhagem conhecido como “reverso invertido”. Este item possui as seguintes características:

  • 1. Material: aço inox;
  • 2. Diâmetro: 20,0 mm;
  • 3. Peso: 2,96 g;
  • 4. Espessura: 1,20 mm;
  • 5. Bordo: liso;
  • 6. Eixo: reverso moeda (EH);
  • 7. Circulação: de 01/07/1994 a atual;
  • 8. Desenho do Anverso: Efígie da República, dístico BRASIL e ramos de louro estilizados;
  • 9. Desenho do Reverso: Valor, data e ramos de louro estilizados.
1 comentário
  1. Avatar de Andreia
    Andreia Diz

    Quais moedas podem ser vendidas?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.