PIX de R$ 540 do Caixa Tem liberado para este grupo

Saiba como se inscrever e comece a receber o montante

O Governo do Estado de São Paulo lançou um novo auxílio destinado para cidadãos desempregados e famílias que vivem na linha da pobreza. Batizado de Bolsa Trabalho, o benefício vai conceder R$ 540 por meio do aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS).

A medida inovadora das autoridades paulistas visa não apenas prover uma ajuda financeira, mas também fomentar a inclusão social e profissional da parcela mais vulnerável dos cidadãos. Nas próximas linhas, veja como ter acesso ao montante e quem poderá se beneficiar.

Bolsa Trabalho: tudo que o que você precisa saber sobre o benefício

A iniciativa faz parte do programa Bolsa do Povo, uma plataforma que centraliza a gestão de uma série de benefícios sociais, como o Renda Cidadã, o próprio Bolsa Trabalho e Aluguel Social. Seu principal objetivo é ajudar os cidadãos de baixa renda, oferecendo não apenas um suporte financeiro, como também oportunidades de emprego em órgãos públicos.

Os contemplados pelo Bolsa Trabalho têm a chance de trabalhar em escolas, postos de saúde e muito mais, com uma jornada de quatro horas diárias, recebendo R$ 540 pela atividade diretamente no app do Caixa Tem.

Para ingressar no programa, é preciso estar desempregado há mais de um ano, não estar recebendo o seguro-desemprego ou benefícios similares, estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), ter renda familiar por pessoa de meio salário e residir no Estado de São Paulo há pelo menos dois anos.

Cabe destacar que o público alvo do Bolsa Trabalho são os jovens de 16 a 20 anos, oferecendo formação profissional abrangente e oportunidades para desenvolver produtos com impacto social em suas comunidades.

Passo a passo de como se inscrever no CadÚnico

Para se cadastrar no CadÚnico, é preciso se dirigir até o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa. Inclusive, esteja munido de seus documentos pessoais e dos outros membros da família, como RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, bem como comprovantes de renda e residência. O registro é feito por um agente do CRAS, que registrará suas informações no banco de dados, tornando você e seus dependentes elegíveis para inúmeros programas assistenciais do Governo Federal.

Vale mencionar que a inscrição exige que as famílias tenham uma renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou renda total de até três salários mínimos. Além disso, é preciso atualizar os dados a cada dois anos ou sempre que houver mudanças significativas na composição familiar ou situação socioeconômica.

Liberação no Caixa Tem

No que diz respeito ao cadastro no Bolsa Trabalho, o procedimento pode ser feito online, por meio do site oficial do projeto. Por lá, os interessados podem se cadastrar gratuitamente, com os selecionados sendo convocados via Diário Oficial do Estado, com instruções sobre a entrega de documentos necessários.

O repasse do benefício é feito por meio do cartão Bolsa do Povo ou pela conta poupança social digital do Caixa Tem, facilitando o acesso aos recursos financeiros concedidos pelo programa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.