GOV.BR não vai pedir reconhecimento facial para idosos? Entenda

O governo brasileiro implementou uma significativa mudança no processo de reconhecimento facial da plataforma Gov.br, visando aumentar tanto a segurança quanto a acessibilidade dos usuários.

Anteriormente, apenas a câmera frontal dos dispositivos móveis era utilizada para essa finalidade, porém, com a nova atualização, os cidadãos agora podem aproveitar a câmera traseira para completar essa etapa de verificação de identidade.

Mudança no Gov.br

Essa mudança representa um avanço significativo no processo de validação de contas no Gov.br, tornando-o mais conveniente e inclusivo para os usuários. Com a possibilidade de utilizar a câmera traseira, os indivíduos podem contar com a ajuda de familiares ou amigos durante o processo de reconhecimento facial, tornando-o mais acessível e simplificado.

Atualmente, cerca de 152 milhões de brasileiros possuem uma conta Gov.br, e o reconhecimento facial desempenha um papel crucial na segurança dessas contas, uma vez que ajuda a garantir a autenticidade dos usuários.

Com a implementação dessa nova funcionalidade, espera-se um aumento no nível de segurança da plataforma, uma vez que o reconhecimento facial é uma camada adicional de autenticação que dificulta o acesso não autorizado.

Além disso, a simplificação do processo de reconhecimento facial pode incentivar mais cidadãos a aderirem à plataforma Gov.br, já que um sistema mais fácil de usar tende a atrair mais usuários. Isso também pode resultar em um aumento na utilização dos serviços disponíveis, uma vez que um maior número de pessoas terá acesso a uma conta validada com um nível mais alto de segurança.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.