Bolsa Família 2024 Bloqueado Para Quem Não Fez Isto

O Bolsa Família, programa essencial para milhões de famílias brasileiras, apresenta uma faceta pouco conhecida por muitos de seus beneficiários: o prazo para a movimentação dos recursos. Tal regra, essencial para o uso adequado do benefício, reforça a necessidade de atenção aos detalhes por parte de quem depende desse auxílio. 

Após o crédito do auxílio através do aplicativo Caixa Tem (para Android e iOS) ou por meio do cartão do programa, se inicia a contagem regressiva de 90 dias para que os beneficiários façam uso do valor. Este período é destinado para as mais diversas operações financeiras, como compras, transferências e saques. Contudo, se, ao término destes 90 dias, não for registrada nenhuma movimentação, o montante retorna aos cofres públicos, e a família automaticamente deixa de fazer parte do Bolsa Família.

A imposição deste limite temporal tem o objetivo claro de assegurar que o recurso concedido está, de fato, atendendo às necessidades imediatas dos beneficiários. Afinal, a inatividade da conta sugere uma possível ausência de urgência na utilização dos fundos. Essa medida rigorosa serve também como um mecanismo de controle e otimização da distribuição dos recursos, garantindo que o auxílio alcance quem realmente precisa.

Outras causas de bloqueio do benefício

Além do não cumprimento do prazo para movimentação dos valores, existem outras circunstâncias que podem resultar no bloqueio do Bolsa Família. Dentre elas, destacam-se a existência de irregularidades no CPF dos membros familiares, a falta de atualização cadastral, renda per capita mensal acima do limite estabelecido, não observância da frequência escolar mínima, vacinação desatualizada dos dependentes, e a ausência de acompanhamento pré-natal para gestantes. 

Foi determinado um valor base para as famílias inscritas no Bolsa Família, com variações conforme a estrutura de cada núcleo familiar. Especificamente, famílias com até quatro integrantes serão contempladas com um valor fundamental de R$ 600. Este valor base pode aumentar de acordo com o número de crianças, adolescentes, gestantes, e lactantes dentro da família. O valor pode ser alterado através dos benefícios adicionais do programa.

Além do Auxílio Gás, pago a cada dois meses, os beneficiários podem receber:

  • Benefício de Renda de Cidadania: R$ 142 por membro familiar; 
  • Benefício Complementar: complementa o pagamento para famílias cujo total de benefícios não atinja o valor de R$ 600; 
  • Benefício Primeira Infância: disponibiliza R$ 150 mensais para cada criança de zero a sete anos; 
  • Benefício Variável Familiar: paga uma parcela extra mensal de R$ 50 para gestantes e jovens de 7 a 18 anos; 
  • Benefício Variável Familiar Nutriz: oferece um extra de R$ 50 para cada membro familiar com até sete meses de idade; 
  • Benefício Extraordinário de Transição: garante que nenhum beneficiário receba em quantidade inferior à concedida no Auxílio Brasil. Este benefício estará disponível até maio de 2025.

Calendário de pagamentos do Bolsa Família em março

O calendário de pagamentos do Bolsa Família para março de 2024 foi organizado como os anteriores, com base no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário. Confira os repasses restantes:

  • Para beneficiários com NIS terminando em 4: 20 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 5: 21 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 6: 22 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 7: 25 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 8: 26 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 9: 27 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 0: 28 de março.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.