Descubra agora se alguém está usando seu CPF sem você saber

Saiba como se proteger e manter o número do seu documento seguro contra fraudes e golpes

Em um mundo cada vez mais interligado pelos avanços tecnológicos, muitos se perguntam se dados como o CPF estão seguros no vasto universo que é a internet. Infelizmente, o ambiente não é totalmente seguro, vide os aumentos de crimes digitais, como fraudes financeiras e roubo de identidade.

Apesar de um cenário nada animador, ainda sim é possível manter seus dados pessoais totalmente seguros. Para isso, você pode usufruir de ferramentas e algumas dicas que podem ajudá-lo a monitorar o uso do seu CPF e evitar qualquer dor de cabeça.

Como vigiar o uso do meu CPF na internet?

No ambiente digital, diversas instituições financeiras disponibilizam recursos para você acompanhar de perto a situação do seu CPF. Pensando nisso, nesta matéria, conheça alguns deles e como eles podem lhe auxiliar nessa tarefa fundamental:

  • 1. Departamento Nacional de Trânsito (Denatran)

Se você possui a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e costuma utilizar o seu veículo com muita frequência, o Denatran pode ser um grande aliado. Portanto, caso tenha notado algo estranho envolvendo a sua documentação, seja a CNH ou o CPF, basta realizar uma checagem rápida no portal da entidade e verificar se há alguma pendência em aberto.

  • 2. Serasa Experian

Para saber quem está de olho no seu CPF, o Serasa Experian é a solução. Por meio do aplicativo Serasa Consumidor (disponível para Android e iOS), é possível verificar de forma 100% gratuita quem consultou seu documento nos últimos três meses (90 dias). Se você procura por mais detalhes, o Serasa Score é uma opção paga que revela o histórico de consultas, enquanto o Serasa Premium avisa imediatamente sobre qualquer movimentação.

  • 3. SPC Brasil

Caso as consultas repentinas ao seu número de CPF tenha lhe deixado curioso, o SPFC Brasil pode lhe ajudar a sanar quaisquer dúvidas. Com o serviço SPC Avisa, você fica sabendo de todas as consultas, alterações e mudanças na sua nota de crédito via notificações por e-mail ou SMS.

Evite problemas que vão além das finanças

Vale lembrar que não são apenas as transações financeiras que estão em risco quando o CPF fica exposto na internet. A criação de perfis falsos nas redes sociais ou a vinculação a entidades sem sua autorização prévia também figuram como preocupações reais, e medidas protetivas devem ser tomadas.

Para quem não sabe, uma busca rápida no Google com seu nome e CPF pode revelar se seu documento está sendo usado indevidamente. Se porventura você encontrar alguma atividade suspeita envolvendo o seu documento, o primeiro passo é contatar o quanto antes a organização responsável. Assim, ela poderá orientá-lo sobre os próximos passos e as ações legais a serem tomadas.

Por fim, mas não menos importante, cabe destacar que as ferramentas destacadas na lista acima são grandes aliadas para evitar que seus dados caiam em mãos erradas, como golpistas. Isso porque elas alertam sobre qualquer movimento suspeito, dando tempo de agir e evitar que consequências mais sérias aconteçam. Portanto, ao adotar essas práticas de vigilância, você se mantém à frente de potenciais criminosos e, consequentemente, protege seu precioso dinheiro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.