Pode comemorar! Mães solteiras do Bolsa Família ganham bônus

Em março, serão disponibilizados repasses extras de R$ 150 e R$ 50

O Bolsa Família é de suma importância na vida de milhares de cidadãos que vivem em situação de extrema pobreza, principalmente para as mães solteiras contempladas, que buscam sustentar seus filhos com dignidade. Para ajudá-las neste desafio em um país onde a desigualdade social é um problema, neste mês de março, elas serão agraciadas com um benefício extra.

Nesta matéria, vamos explorar as novidades ligadas aos montantes distribuídos a partir de hoje (15) para mães solteiras do programa de transferência de renda, bem como os demais benefícios extras e seus critérios de elegibilidade, fornecendo um guia detalhado sobre como ser contemplado.

Depósito de março chega “turbinado”

As mães solteiras inscritas no Bolsa Família precisam ficar atentas às novidades no pagamento deste mês. Portanto, tenha em mente que os repasses começam hoje (15) e vão até o próximo dia 28, com a ordem sendo baseada no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada segurada.

Calendário de março do Bolsa Família

  • Beneficiários com NIS terminado em 1: depósito no dia 15 de março (hoje);
  • Beneficiários com NIS terminado em 2: depósito no dia 18 de março;
  • Beneficiários com NIS terminado em 3: depósito no dia 19 de março;
  • Beneficiários com NIS terminado em 4: depósito no dia 20 de março;
  • Beneficiários com NIS terminado em 5: depósito no dia 21 de março;
  • Beneficiários com NIS terminado em 6: depósito no dia 22 de março;
  • Beneficiários com NIS terminado em 7: depósito no dia 25 de março;
  • Beneficiários com NIS terminado em 8: depósito no dia 26 de março;
  • Beneficiários com NIS terminado em 9: depósito no dia 27 de março;
  • Beneficiários com NIS terminado em 0: depósito no dia 28 de março.

Antecipação

Vale destacar que as famílias residentes de cidades em estado de emergência ou calamidade declarado e reconhecidas pelo Governo Federal terão seus benefícios antecipados e de forma unificada. Ou seja, todos os segurados que se encontram nesta situação vai receber no dia 15 de março, independente do último dígito do NIS.

Benefícios adicionais

Desde março do ano passado, o Bolsa Família vem liberando quantias extras para seus beneficiários. Além do mínimo de R$ 600 para todas as famílias, há um extra de R$ 150 para até duas crianças de seis anos; e R$ 50 adicionais para cada membro do núcleo familiar que tenha entre sete e 18 anos, bem como gestantes.

Para garantir todos os valores, é fundamental que a renda mensal por pessoa da família seja igual ou menor a R$ 218. Ainda, é preciso manter todas as informações passadas ao Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) atualizadas, e cumprir deveres ligados à saúde e à educação, como:

  • 1. Frequência escolar mínima para crianças e jovens que ainda não concluíram o ensino básico;
  • 2. Cuidados pré-natais para gestantes;
  • 3. Estar com a caderneta de vacinação em dia;
  • 4. Realizar o acompanhamento nutricional de crianças menores de até sete anos.

Quanto vou receber neste mês?

Ao seguir todos os critérios mencionados há pouco, como manter os dados do CadÚnico atualizados, ter renda mensal familiar igual ou menor que R$ 218 e estar em dia com as obrigações de saúde e educação, é possível ultrapassar o mínimo de R$ 600.

No caso das mães solteiras, elas podem ser agraciadas tanto pelo Benefício Primeira Infância (BPI), que libera os R$ 150 para até duas crianças menores de sete anos, quanto pelo Benefício Variável Familiar e Nutriz (BVN), que concede R$ 50 para jovens e adolescentes entre sete e 18 anos, além de gestantes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.