Consulta do Bolsa Família liberada para NIS 1,2,3,4,5,6,7,8,9,0 hoje (12/03)

Saiba quanto você irá receber na terceira rodada de pagamentos do programa social por meio do app oficial

Ótima notícia para os mais de 21 milhões de brasileiros contemplados pelo Bolsa Família: os beneficiários, independentemente do último dígito do Número de Identificação Social (NIS), já podem realizar a consulta no aplicativo do Caixa Tem (disponível para dispositivos Android e iOS).

Na plataforma desenvolvida pela Caixa Econômica Federal (CEF), responsável por depositar os benefícios todos os meses, o segurado do programa assistencial poderá ficar por dentro de todos os detalhes envolvendo o Bolsa Família. Isso porque o app permite saber se houve aumento ou diminuição do auxílio, bem como o valor exato a ser recebido.

Aprenda a consultar o benefício pelo Caixa Tem

  • 1. Primeiro, abra o aplicativo Caixa Tem e faça o login;
  • 2. Na tela inicial, acesse a guia “Bolsa Família”;
  • 3. Clique nela e, na próxima tela, vá até a opção “Consultar saldo”;
  • 4. Ao fazer isso, o sistema irá exibir o valor a ser depositado na sua conta.

Quando começa os repasses?

Diferentemente da consulta, os pagamentos seguirão uma ordem específica, baseada no último dígito no NIS de cada segurado. Nesta semana, aqueles com a sequência numérica terminada em 1 serão a bola da vez. Dito isso, a seguir, confira o calendário completo do Bolsa Família para março de 2024:

  • Beneficiários com NIS final 1: depósito no dia 15 de março;
  • Beneficiários com NIS final 2: depósito no dia 18 de março;
  • Beneficiários com NIS final 3: depósito no dia 19 de março;
  • Beneficiários com NIS final 4: depósito no dia 20 de março;
  • Beneficiários com NIS final 5: depósito no dia 21 de março;
  • Beneficiários com NIS final 6: depósito no dia 22 de março;
  • Beneficiários com NIS final 7: depósito no dia 25 de março;
  • Beneficiários com NIS final 8: depósito no dia 26 de março;
  • Beneficiários com NIS final 9: depósito no dia 27 de março;
  • Beneficiários com NIS final 0: depósito no dia 28 de março.

Atente-se ao cadastro e as condicionalidades do programa

Para garantir o repasse, é de suma importância que o responsável familiar e seus dependentes estejam com os dados passados ao Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) em dia. A orientação é que a inscrição seja atualizada a cada 24 meses ou sempre que houver alguma mudança na renda ou na composição familiar, por exemplo.

Se o beneficiário não manter o CadÚnico atualizado, o Governo Federal pode bloquear, suspender e até mesmo vetar o auxílio. Em outras palavras, ele deixa de receber os pagamentos mensais até que regularize a situação dentro do prazo máximo de 30 dias. Vale frisar que as autoridades emitem notificações nesses casos, para que o cidadão não seja pego de surpresa, visto a importância do amparo na vida dos mais vulneráveis.

Além disso, aqueles que fazem parte do Bolsa Família devem cumprir com algumas tarefas ligadas à saúde e à educação. O não cumprimento dessas normas também pode acarretar em problemas na concessão do benefício. Sendo assim, para garantir a continuidade dos repasses, é preciso:

  • 1. Gestantes: realização do acompanhamento pré-natal;
  • 2. Pais ou responsáveis legais: acompanhamento nutricional (altura e peso) de crianças menores de sete anos;
  • 3. Escola: garantir que os filhos que ainda não concluíram o ensino básico sigam na escola com frequência escolar mínima dentro dos padrões impostos pelo Ministério da Educação (MEC);
  • 4. Saúde: estar com a caderneta nacional de vacinação em dia, isto é, ter tomado todas as vacinas.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.