3 ferramentas que vão evitar que você caia em golpe através de links

Com elas, você pode navegar com segurança na web.

Abrir um link sem ter certeza da procedência pode trazer uma série de riscos para a segurança dos internautas. Devido ao aumento de golpes digitais, é possível perceber que os criminosos estão inovando cada vez mais em suas táticas, como utilizar o encurtador de links para disfarçar endereços suspeitos. Por conta disso, é de suma importância que os usuários se protejam antes de clicar em qualquer link recebido na internet.

Para se manter seguro, existem algumas formas de descobrir se a URL recebida é segura ou não. Por meio de analisadores de link disponibilizados de forma gratuita na web, bem como uma ferramenta nativa do Google que permite a verificação, é possível clicar sem medo em links recebidos. As ferramentas destacadas verificam a presença de malware, sites falsos e até mesmo ataques de phishing. Abaixo, são quais são elas:

Plataformas que garantem a segurança dos internautas

  • 1. Norton SafeWeb

O Norton SafeWeb é uma das melhores opções disponíveis na internet. Para verificar a segurança de um link, basta acessar o site do Norton e colar o URL do site que deverá ser analisado. Na sequência, vá em “Procure um site” e clique na lupa. A ferramenta irá mostrar se o site é seguro para acessar ou se deve ser evitado.

Além disso, o Norton SafeWeb oferta também o Link Guard, que garante a proteção contra hiperlinks não seguros quando são digitados no navegador. a ferramenta busca a reputação das URLs enviadas por e-mail e páginas de redes sociais. Aquelas que forem consideradas suspeitas, contarão com um aviso da ferramenta.

  • 2. Google

A gigante da tecnologia possui uma ferramenta nativa de navegação que ajuda os internautas a descobrirem quais links são realmente seguros. O aviso é possível devido ao sistema de análise diário da empresa em bilhões de URLs utilizadas na internet. Ao detectar que algum site não é seguro, a empresa mostra avisos na Pesquisa Google e também nos navegadores da web.

Para ativar a ferramenta, acesse o Relatório de Transparência do Google, informe a URL desejada abaixo de “Verificar o status do site” e clique na lupa. Após a solicitação, a big tech irá informar o status atual do portal, notificando sobre potenciais perigos que ele pode reservar.

  • 3. NordVPN

Por fim, o analisador de links da NordVPN utiliza um modelo de aprendizagem desenvolvido pela própria companhia. Com ele, a ferramenta consegue identificar sites falsos e padrões de phishing com alto grau de precisão. Sendo assim, o usuário deverá apenas acessar o site do verificador e inserir qual URL deseja analisar. Depois, clique em “analisar” e leia o relatório exibido na plataforma.

Afinal de contas, o que é phishing?

Para quem não está familiarizado com o termo, o phishing trata-se de um crime onde o golpista induz sua vítima a compartilhar informações confidenciais, como senhas e números de cartões de crédito. Geralmente, os alvos recebem um e-mail ou uma mensagem de texto que emula uma pessoa ou organização em que confiam, como um colega de trabalho, um banco e até mesmo órgãos governamentais.

Quando a vítima abre o e-mail ou o texto, elas encontram uma mensagem assustadora que induz a deixar o bom senso de lado ao deixá-las com medo. A mensagem exige que a vítima acesse um website e execute uma ação imediata ou assuma um risco por algum tipo de consequência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.