Foto de Kate Middleton é excluída por suspeita de manipulação com IA

No Reino Unido, as diretrizes sobre o tema são extremamente rígidas

No último domingo (10), três agências excluíram uma imagem de Kate Middleton por medo de que o registro da Princesa de Gales tenha sido “manipulado”. A foto, feita pelo príncipe William e divulgada pelo Palácio de Kensington para o Dia das Mães, que no Reino Unido foi comemorado no dia 10 de março, mostra Middleton com os três filhos do casal.

A primeira agência a deletar a imagem foi a Associated Press, sob o argumento de que a foto “não atende” aos padrões fotográficos internos, destacando uma “inconsistência no alinhamento da mão esquerda da princesa Charlotte”. A foto em questão mostra Kate sentada, rodeada pela princesa Charlotte, pelo príncipe Louis e pelo príncipe George, este último envolvendo-a nos braços.

Esse foi o primeiro registro oficial da princesa de Gales desde a cirurgia abdominal que ela fez há dois meses. De lá para cá, Kate ficou fora dos holofotes. A foto foi compartilhada nas contas de mídia social do príncipe e de Middleton com uma mensagem escrita por ela. “Obrigada pelo carinho e pelo apoio contínuo ao longo dos últimos dois meses. Desejando a todos um feliz Dia das Mães“, escreveu.

A divulgação de imagens em família durante ocasiões especiais é muito comum para o casal. Geralmente, os registros são tirados por Kate e divulgadas na mídia com instruções sobre como devem ser usadas — cabe destacar que o Palácio de Kensington ainda não se pronunciou sobre o caso.

Retirada da imprensa

A imagem do Dia das Mães foi usada nas primeiras páginas de diversos jornais e sites de todo o mundo, incluindo a BBC News, e utilizada em boletins de notícias de TV. Contudo, na noite de domingo, a Associated Press, que inicialmente publicou a foto depois de ter sido divulgada pelo Palácio de Kensington, emitiu um comunicado informando a exclusão da imagem — um método usado pela indústria para fazer uma retratação. “Observando mais de perto, parece que a fonte manipulou a imagem. Nenhuma foto substituta será enviada“, diz a nota.

Já a Reuters, uma das maiores agências de notícias do planeta, também retirou a imagem “após uma revisão pós-publicação”. A medida foi seguida por uma terceira agência: a AFP, que também emitiu um aviso de retirada da foto.

Para quem não está familiarizado, grande parte das organizações de notícias seguem suas próprias diretrizes rígidas sobre o uso de fotografias manipuladas, utilizando-as apenas quando acompanhadas de uma explicação de que a imagem foi alterada em relação ao material original. Portanto, agências de notícias, como a AFP, assumem o compromisso com seus clientes de que suas fotos sejam precisas e não modificadas digitalmente.

Cabe destacar que as normas da AFP permitem apenas “pequenos ajustes” em determinadas situações, incluindo a remoção de poeira nos sensores das câmeras.

Agenda real

Kate, de 42 anos, passou 13 noites em um hospital privado depois do procedimento cirúrgico. Durante a internação, ela recebeu visitas do príncipe William e do rei Charles, que também passou por tratamento na mesma instituição. A princesa de Gales não deve voltar a participar de compromissos oficiais públicos até a Páscoa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.