Consulte agora se você é elegível ao abono salarial ano-base 2022

O montante será distribuído ao longo do ano de 2024

Para ser contemplado pelo abono salarial PIS/Pasep neste ano, é de suma importância que tanto os trabalhadores do setor privado quanto os servidores públicos se enquadrem nas regras. Uma das normas principais diz respeito à data de nascimento do beneficiário.

Além disso, é preciso estar registrado no programa do benefício ou no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) por pelo menos cinco anos e ter uma média salarial de até dois salários mínimos no decorrer do ano de 2022 (ano-base).

Datas de repasse do PIS/Pasep em 2024

Abaixo, você confere o cronograma de pagamento para aqueles trabalhadores que nasceram em outros meses:

  • Janeiro: recebem a partir de 15 de fevereiro de 2024;
  • Março: recebem a partir de 15 de abril de 2024;
  • Abril: recebem a partir de 15 de abril de 2024;
  • Maio: recebem a partir de 15 de maio de 2024;
  • Junho: recebem a partir de 15 de maio de 2024;
  • Julho: recebem a partir de 17 de junho de 2024;
  • Agosto: recebem a partir de 17 de junho de 2024;
  • Setembro: recebem a partir de 15 de julho de 2024;
  • Outubro: recebem a partir de 15 de julho de 2024;
  • Novembro: recebem a partir de 15 de agosto de 2024;
  • Dezembro: recebem a partir de 15 de agosto de 2024.

Caso almeje saber se você é um dos agraciados pelo benefício do PIS, é possível obter essa informação ao consultar o site oficial da Caixa Econômica Federal (CEF), tendo em vista que o banco estatal é responsável pelos pagamentos. Já para o Pasep, a consulta deve ser feita no portal do Banco do Brasil (BB), encarregado pelo depósito da classe.

Tabela de valores

O valor do PIS/Pasep é proporcional à quantidade de meses trabalhados em 2022, ano-base do benefício. Cada mês trabalhado é equivalente a R$ 117,67. Sendo assim, caso tenha trabalho o ano todo, o colaborador receberá R$ 1.412. Veja a tabela:

  • 1 mês trabalhado – R$ 117,67;
  • 2 meses trabalhados – R$ 235,33;
  • 3 meses trabalhados – R$ 353,00;
  • 4 meses trabalhados – R$ 470,65;
  • 5 meses trabalhados – R$ 588,32;
  • 6 meses trabalhados – R$ 706,00;
  • 7 meses trabalhados – R$ 823,66;
  • 8 meses trabalhados – R$ 941,33;
  • 9 meses trabalhados – R$ 1.059,00;
  • 10 meses trabalhados – R$ 1.176,68;
  • 11 meses trabalhados – R$ 1.294,34;
  • 12 meses trabalhados – R$ 1.412,00.

Como sacar o meu abono salarial do PIS/Pasep?

Trabalhadores que possuem conta na CEF ou no BB receberão o montante em suas contas. Aqueles que não têm uma conta bancária terão uma Conta Poupança Social Digital aberta automaticamente, que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS).

Quem não tem direito ao benefício?

Cabe salientar que existem alguns trabalhadores inelegíveis ao montante concedido pelo PIS/Pasep. Abaixo, você confere quais são os grupos que não têm direito ao abono salarial:

  • 1. Empregados domésticos;
  • 2. Trabalhadores rurais empregados por pessoa física;
  • 3. Trabalhadores urbanos empregados por pessoa física;
  • 4. Trabalhadores empregados por pessoa física equiparada à pessoa jurídica.

Por fim, mas não menos importante, vale frisar que os saques poderão ser feitos até 27 de dezembro deste ano. Portanto, é de suma importância ficar ligado nas datas para não perder o prazo e, consequentemente, ficar sem o dinheiro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.