CadÚnico: tudo que você precisa saber para começar a ter benefícios

A inscrição no banco de dados é fundamental para ingressar nos programas sociais do Governo Federal

Há um bom tempo, o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) figura como uma ferramenta crucial no cenário governamental. A sua importância se dá pela capacidade de identificar e selecionar os cidadãos que serão agraciados por uma variedade de projetos assistenciais, como o Bolsa Família, por exemplo.

Logo, manter um cadastro ativo e atualizado no CadÚnico é de suma importância, visto que ele garante o acesso a benefícios exclusivos para quem está inscrito. Se você busca entender o funcionamento do banco de dados do Governo Federal, siga a leitura até o fim e fique por dentro de todos os detalhes.

Benefícios exclusivos que só podem ser acessados por meio do CadÚnico

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) disponibiliza quatro grandes auxílios aos brasileiros registrados no CadÚnico que mantém seus dados em dia. Saiba quais são eles:

  • 1. Bolsa Família: destinado para cidadãos que vivem na linha da pobreza e extrema pobreza, depositando mensalmente o valor mínimo de R$ 600;
  • 2. Benefício de Prestação Continuada (BPC): para pessoas com deficiência e idosos que estejam em situação de vulnerabilidade, apresentando renda familiar inferior a 1/4 do salário mínimo por pessoa (R$ 353);
  • 3. Tarifa Social de Energia Elétrica: desconto na conta de luz para famílias de baixa renda;
  • 4. Carteira da Pessoa Idosa: documento que garante certos direitos para as pessoas seniores, como prioridade de atendimento em locais comerciais e gratuidade ou desconto em passagens de transporte interestadual.

Como fazer a inscrição no CadÚnico?

Para ingressar no banco de dados, o procedimento deve ser feito presencialmente e conduzido no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) por uma pessoa com idade superior a 16 anos — o indivíduo não pode ser membro da família em questão. Independentemente disso, é fundamental que apresente a documentação de acordo com a situação do titular do cadastro.

Cumpra as regras para ser contemplado pelo Bolsa Família

O principal programa de transferência de renda do país, como é de se imaginar, possui normas específicas para liberação do benefício. Sendo assim, além de ser inscrito no CadÚnico, as famílias também precisam cumprir algumas exigências, como manter as crianças e adolescentes matriculados e participar regularmente do serviço de acompanhamento nutricional e pré-natal.

Caso contrário, o segurado pode ter o Bolsa Família temporariamente bloqueado ou até mesmo ser excluído do programa. Logo, atente-se às obrigações impostas pelo MDS.

Em suam, ter um registro ativo no CadÚnico e manter os dados atualizados é fundamental para obter benefícios exclusivos concedidos pelo Governo Federal. Portanto, se você almeja desfrutar de um dos auxílios disponibilizados, já sabe o que fazer.

Passo a passo de como consultar os dados do CadÚnico

As famílias cadastradas podem ter acesso às informações do CadÚnico diretamente pelo site da plataforma ou, se preferir, pelo aplicativo do banco de dados (disponível para Android e iOS). Tanto no portal quanto no app, os titulares podem obter um comprovante de cadastramento, clicando em “Consulta Simples”. Neste caso, basta fornecer alguns dados de identificação.

Ainda, a família também pode ter acesso ao cadastro completo até consultar alguns programas sociais que recebe, como o Bolsa Família e o BPC. Para isso, é preciso clicar em “Consulta Completa”, fazer o login utilizando as credenciais do Gov.br e, depois, navegar pelas guias do sistema.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.