Seu Bolsa Família será cancelado por estes 5 motivos comuns

Saiba quais são os principais motivos que levam ao cancelamento do benefício

O Bolsa Família trata-se de um projeto assistencial crucial para milhares de cidadãos em situação de vulnerabilidade social e econômica, visto que o programa oferece um aporte financeiro mínimo de R$ 600 para 21 milhões de brasileiros.

Entretanto, vez ou outra, diversas famílias agraciadas têm seus montantes inesperadamente cancelados por não seguirem as normas impostas pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), pasta responsável por administrar o programa.

Portanto, para garantir a continuidade dos repasses, existem algumas regras de permanência. Nesta matéria, você confere cinco motivos que podem resultar no cancelamento do seu Bolsa Família. Dito isso, siga a leitura até o fim e não perca o seu auxílio.

Cinco motivos que acarretam na suspensão do Bolsa Família

  • 1. Não ter atualizado o registro no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nos últimos 24 meses;
  • 2. Não estar com a caderneta nacional de vacinação em dia;
  • 3. Frequência escolar mínima abaixo do média fixada pelo Ministério da Educação (MEC) — 65% para crianças de quatro a cinco anos e de 75% para jovens e adolescentes na faixa etária entre seis e 17 anos;
  • 4. Deixar de realizar o acompanhamento pré-natal;
  • 5. Falta de acompanhamento nutricional (tamanho e peso) de crianças menores de sete anos.

Benefício cancelado: como recuperar a pensão mensal?

A boa notícia é que é possível voltar a receber o auxílio. No entanto, antes de regularizar a situação, é preciso descobrir o motivo que levou à suspensão do pagamento. Tendo essa informação em mãos, você poderá tomar as medidas necessárias para resolver o impasse e ser novamente contemplado pelo Bolsa Família.

Passo passo do que fazer

  • 1. Descumprimento das condicionalidades: se o benefício foi cancelado devido ao não cumprimento das obrigações determinadas pelo MDS, é crucial regularizar a situação o quanto antes.

Para facilitar o entendimento, leve em consideração o seguinte exemplo: se o seu cadastro no CadÚnico estiver desatualizado por mais de dois anos (24 meses), faça a atualização em uma unidade do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próxima de sua residência. Após o procedimento, o seu benefício será regularizado e você receberá o pagamento normalmente.

Se encontrar algum tipo de dificuldade para compreender o motivo do cancelamento ou não saiba como proceder para regularizar a situação, procure um dos canais de atendimento do Bolsa Família. Por lá, os agentes poderão lhe ajudar no processo e garantir que seu auxílio seja restabelecido.

Canais de atendimento do programa social

Se ainda continuar com algum entrave e precisar de mais informações e suporte, entre em contato com o programa Bolsa Família por meio de um dos seguintes canais de atendimento:

  • 1. Aplicativo do Bolsa Família: em seu celular, você pode baixar o app do programa (disponível para Android e iOS). Na plataforma, é possível consultar informações sobre o seu benefício, incluindo a confirmação de aprovação no Bolsa Família;
  • 2. Central MDS: ligue para o número 121 e fale com a central da pasta para obter informações sobre o seu benefício ou sanar dúvidas;
  • 3. Visite uma unidade do CRAS: você também pode se dirigir até um prédio do CRAS em seu município. Lá, eles poderão esclarecer quaisquer dúvidas que você possa ter sobre o repasse e ajudá-lo na regularização cadastral.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.