Você pode ganhar uma fortuna com estes eletrônicos antigos

Sem perceber, muitos brasileiros podem possuir uma mina de ouro em seus lares na forma de eletrônicos antigos. Os tradicionais renomados, como o celular Nokia 3310 (conhecido como “tijolão”) ou o revolucionário primeiro iPhone, são hoje itens muito procurados por colecionadores, alcançando altos preços no mercado de aparelhos usados.

A bagagem recheada de nostalgia dos aparelhos eletrônicos de décadas passadas pode se tornar uma fonte de renda inesperada. Segundo o jornal The Sun, o Nokia 3310, por exemplo, foi comercializado por até 200 libras em 2017, cerca de 1.230 reais na cotação da época. Com o aumento do interesse de colecionadores digitais, os preços destes itens antigos podem surpreender, especialmente se estiverem em ótimo estado de conservação.

Primeiros iPhones retornando com força

Os produtos da Apple sempre foram objeto de desejo para muitas pessoas, e a história não é diferente quando se trata de sua linha de iPhones. O primeiro modelo do smartphone, lançado em 2007, lidera o ranking em termos de valor de coleção. Um exemplar intacto, lacrado na embalagem original, chegou a ser vendido em leilão por 190 mil dólares. Ou seja, mais de 900 mil reais.

Obviamente, casos como este são raros. Todavia, iPhones da mesma época, também lacrados, podem alcançar facilmente os 20 mil dólares, aproximadamente 100 mil reais.

Outros eletrônicos colecionáveis da Apple

A Apple sempre foi pioneira no mercado tecnológico. Além dos iPhones, produtos como o Macintosh 128K, iPod de primeira geração, Apple Vintage Wristwatch e Apple Lisa estão entre os mais procurados pelos colecionadores, variando em valores que podem chegar a até 50 mil dólares.

O Macintosh 128K, por exemplo, revolucionou o mercado de computadores pessoais na década de 1980. Com 128 KB de RAM e armazenamento em disquete de 400 KB, esse aparelho chegou a alcançar preços acima de 7 mil dólares em plataformas de casas de leilão, como o eBay.

Apesar de tentador, é importante lembrar que os valores citados na matéria são referentes a aparelhos que ainda estão lacrados em suas embalagens originais, o que hoje é considerado uma raridade. Entretanto, se por acaso você ainda possuir um desses ‘tesouros’ esquecidos, saiba que ele pode valer uma boa quantia no mercado de usados e transformar aquele velho objeto de estima, encostado em alguma gaveta, numa inesperada fonte de renda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.