Bolsa Família negativo para vários titulares por este motivo

O programa Bolsa Família passará por verificações rigorosas e intensificadas em março. O governo brasileiro tem o objetivo de manter a análise minuciosa dos dados do Cadastro Único (CadÚnico), levando ao possível bloqueio dos benefícios em caso de incompatibilidade de informações.

Condições como a falta de atualização no CadÚnico, fraudes ou descumprimento das regras do programa podem resultar em bloqueio dos pagamentos. Após o bloqueio, o titular tem a chance de contestar a decisão governamental, para restaurar os pagamentos.

Existem alguns fatores que podem levar ao bloqueio dos benefícios do Bolsa Família em março:

  • Beneficiários que não atualizaram as informações no CadÚnico;
  • Aqueles que forem descobertos em situações de fraude;
  • Beneficiários que não cumpriram as regras de permanência do programa, incluindo frequência escolar mínima, apresentação do cartão de vacinação atualizado e acompanhamento nutricional e gestacional.

É importante ressaltar que a situação do benefício pode passar por diferentes estágios, que vão desde a suspensão até o corte e veto do pagamento.

Como evitar o bloqueio do Bolsa Família

Para evitar o bloqueio do Bolsa Família, é crucial que os beneficiários mantenham seus dados atualizados caso existam irregularidades. Além disso, é importante realizar o acompanhamento pré-natal, acompanhar o calendário nacional de vacinação, realizar o acompanhamento nutricional de crianças menores de 7 anos e garantir a frequência escolar mínima para as crianças de 4 a 18 anos.

O site da Receita Federal oferece um serviço de consulta ao CPF, onde é possível verificar a situação cadastral. Caso o CPF esteja irregular, é necessário regularizá-lo para evitar o bloqueio do benefício.

Benefícios do Bolsa Família em março

Todos os benefícios do Bolsa Família são regulamentados por critérios específicos de elegibilidade e requerem que a família mantenha o CadÚnico atualizado. Além do Auxílio Gás, os beneficiários podem receber:

  • Benefício de Renda de Cidadania: R$ 142 por membro familiar; 
  • Benefício Complementar: complementa o pagamento para famílias cujo total de benefícios não atinja o valor de R$ 600; 
  • Benefício Primeira Infância: disponibiliza R$ 150 mensais para cada criança de zero a sete anos; 
  • Benefício Variável Familiar: paga uma parcela extra mensal de R$ 50 para gestantes e jovens de 7 a 18 anos; 
  • Benefício Variável Familiar Nutriz: oferece um extra de R$ 50 para cada membro familiar com até sete meses de idade; 
  • Benefício Extraordinário de Transição: garante que nenhum beneficiário receba em quantidade inferior à concedida no Auxílio Brasil. Este benefício estará disponível até maio de 2025.

O calendário de pagamentos do Bolsa Família segue o final do NIS (Número de Identificação Social) do beneficiário. Em março, os pagamentos se iniciam no dia 15 e vão até o dia 28. Neste mês de fevereiro ainda restam datas de repasse. Confira:

  • NIS final 9: 28 de fevereiro;
  • NIS final 0: 29 de fevereiro.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.