Antecipação do 13º salário para aposentados deve acontecer em maio e junho

O Ministério da Fazenda deverá tomar uma decisão nos próximos dias sobre a antecipação do 13º salário de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A expectativa é que o pagamento extra seja realizado em duas parcelas: uma em maio e a outra em junho de 2024. Isso permitirá um impulso na economia, com a liberação de cerca de R$ 76 bilhões para mais de 39 milhões de segurados.

Consciente da perspectiva de desaceleração da atividade econômica ao longo do ano, o governo acredita que a antecipação do 13º poderá levar a um crescimento de mais de 2% no Produto Interno Bruto (PIB) este ano. A iniciativa é justificada por acreditar que esse dinheiro extra atuará de forma direta na economia ao satisfazer necessidades básicas dos aposentados e pensionistas.

É importante lembrar que, entre os mais de 39 milhões de segurados, aproximadamente 26,1 milhões recebem até 1 salário mínimo. Portanto, qualquer extra será direcionado para a compra de itens de primeira necessidade. Com essa ação do governo, a expectativa é que a economia seja aquecida, uma vez que grande parte dos aposentados e pensionistas dependem dessa renda para suas necessidades básicas.

Aposentados expressam a ansiedade com a possível antecipação do 13º salário, afirmando que essa ação ajudará a organizar as contas. 

Caixa apertado

O compromisso do governo em zerar o déficit das contas públicas faz com que o controle do caixa pelo Tesouro Nacional esteja apertado. Contudo, a antecipação do 13º salário é uma promessa do presidente para balancear o orçamento dos aposentados e reaquecer a economia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.