Colecionadores pagam até R$ 8 mil por estas moedas raras

Alguns exemplares custam muito mais do que o valor impresso; saiba quais são eles

Existem notas de Real que valem muito mais do que o valor impresso nelas. Este é ocaso das cédulas de R$ 100 que podem ser vendidas por R$ 4.500 ou moedas de R$ 1,00 que chegam a R$ 8 mil. No entanto, é preciso que os itens atendam certos requisitos.

Nesta matéria, confira o que dizem os colecionadores e especialistas nesta arte, conhecida como numismática, sendo os principais responsáveis por estimar o valor que cada moeda ou cédula pode ter. Dito isso, a seguir, confira os fatores que influenciam o preço de uma nota:

  • 1. Raridade;
  • 2. Conservação;
  • 3. Possíveis erros de impressão.

No entanto, cabe mencionar que nem sempre cédulas antigas têm um valor alto, tendo em vista que, em certos casos, é possível encontrar diversas delas nas mãos de colecionadores.

Erro de impressão ou cunhagem

A raridade é um dos principais fatores que influenciam o valor de uma moeda na numismática. Contudo, cédulas e moedas com erro de impressão se tornam ainda mais valiosas. Pegamos como exemplo a nota de R$ 100 que vale até R$ 4.500, que foi impressa sem a frase “Deus seja louvado”.

Elas são cédulas assinadas pelo então ministro Rubens Ricupero e pelo presidente do Banco Central da época, Pedro Malan, das séries com números iniciais 1199, 1200 e 1201. Segundo a Sociedade Numismática Brasileira, erros de cunhagem (Gravação de estampas) são os mais procurados pelos colecionadores. Alguns deles são:

  • 1. Cunho trincado: quando há uma leve trinca na moeda;
  • 2. Cunho rachado: quando há uma trinca que vai de ponta a ponta da moeda;
  • 3. Cunho quebrado: quando parte da estampa da moeda não aparece;
  • 4. Cunho entupido: quando a estampa fica fraca;
  • 5. Múltiplas cunhagens: quando a estampa se repete e fica com um efeito sombreado ou irreconhecível.

Vale destacar que existem diversos tipos de erro. Na impressão das cédulas, por exemplo, ela pode sair deslocada e ter uma margem branca em algum dos lados; ela pode ter uma falha de impressão e sair sem valor; pode ter um erro de corte e existem outras em que a beirada delas é emendada com uma dobra, e a cédula sai maior do que deveria.

Como saber o real valor de uma moeda ou nota rara?

Caso tenha encontrado cédulas antigas em sua residência, os colecionadores indicam que procure algum especialista em numismática para avaliar a coleção. Outra opção é buscar catálogos oficiais, em especial aqueles que podem ser encontrados nas livrarias. Entre eles estão o “Catálogo Vieira Cédulas Brasileiras” e “Bentes Livro Oficial das Moedas do Brasil 1500-2022”.

Por fim, você também pode realizar buscas por vídeos na internet de colecionadores que explicam quais os modelos mais raros e como identificá-los com precisão, garantindo o melhor preço na hora da venda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.