Bolsa Família: Este NIS Vai Receber R$ 900 Em Fevereiro

Veja o que é necessário para ser atendido pelo Bolsa Família em 2024, e confira quanto tem direito a receber nos pagamentos mensais.

O novo modelo de pagamento do Bolsa Família garante o repasse de quantias adicionais, para tornar a distribuição dos recursos mais justa, observando as características da família na soma dos valores que serão depositados.

Assim, o benefício trata com atenção especial adolescentes, a primeira infância, gestantes e crianças. Por meio do Benefício Primeira Infância o programa garante a soma de R$ 150 adicionais para cada criança com até 6 anos.

Dessa forma, nos repasses de fevereiro, as famílias que possuem duas crianças nessa faixa etária terão a liberação da parcela de R$ 900. O Bolsa Família é constituído por 6 benefícios, somados conforme os critérios atendidos pelas famílias. Observe abaixo para conferir quanto tem direito a receber:

  • Benefício Variável Familiar: adicional de R$ 50 para gestantes e crianças e adolescentes com idade entre 7 e 18 anos incompletos; 
  • Benefício de Renda de Cidadania: paga R$ 142 para cada pessoa da família, de qualquer idade; 
  • Benefício Complementar: é uma quantia adicional paga para as famílias cuja soma dos benefícios não atinja o valor mínimo de R$ 600, garantindo que a família receba a parcela mínima; 
  • Benefício Primeira Infância: valor extra de R$ 150 pago para cada criança com idade entre zero e sete anos incompletos; 
  • Benefício Variável Familiar Nutriz: extra de R$ 50 pago para cada membro da família que tenha até sete meses incompletos (nutriz); 
  • Benefício Extraordinário de Transição: é válido para garantir que nenhuma família receba menos do que o valor que tinha direito no programa anterior (Auxílio Brasil). Será pago até maio de 2025. 

Como se inscrever no Bolsa Família 2024?

Para ser incluído no programa é necessário que a renda de cada pessoa da família seja de, no máximo, R$ 218 por mês. Além de atender ao critério de renda, também é preciso se inscrever no Cadastro Único.

O cadastramento pode ser realizado em um CRAS, Centro de Referência da Assistência Social. O responsável pela família precisa apresentar o CPF ou o título de eleitor, além de um documento de cada integrante da família.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.