Receba Pagamento Extraordinário do CadÚnico Fazendo Isto

Descubra como ter acesso ao Bolsa Família através do cadastramento e saiba como garantir o pagamento dos valores adicionais.

As famílias de baixa renda podem ter acesso aos programas sociais do governo através da inscrição no Cadastro Único, CadÚnico. Dentre os benefícios que precisam desse cadastramento está o Bolsa Família, liberado para quem está inscrito e atende ao limite para a renda familiar mensal.

Para receber os pagamentos mensais do Bolsa Família, além de estar devidamente inscrita no CadÚnico, a família deve apresentar renda familiar mensal de até R$ 218 por pessoa. A inscrição no Cadastro Único é fundamental para ter acesso ao programa e continuar recebendo o benefício, que será calculado através dos dados cadastrais.

Dessa forma, o responsável pela família deve procurar um CRAS, Centro de Referência da Assistência Social, mais próximo, e levar seu CPF ou Título de Eleitor, além de um documento de cada pessoa da família.

Como ter acesso a parcelas turbinadas pelo CadÚnico?

Os beneficiários atendidos pelo programa Bolsa Família recebem os pagamentos mensais conforme as suas características. Por isso, alguns valores podem ser maiores que outros.

Para garantir o pagamento de todos os valores que possui direito, a família deve manter o Cadastro Único sempre atualizado. A atualização dos dados cadastrais pode ser feita em um CRAS.

Se a família cumprir os critérios para ter direito aos valores adicionais do Bolsa Família, com os dados do CadÚnico atualizados, ela poderá garantir quantias maiores por mês. Veja abaixo todas as quantias que pode receber através do Bolsa Família:

  • R$ 600 é garantido pelo Benefício Complementar, ele complementa a parcela de famílias menores para garantir a parcela mínima;   
  • R$ 150 do Benefício Primeira Infância, pago para cada criança entre 0 (zero) e 6 anos de idade;   
  • R$ 142 do Benefício de Renda de Cidadania, pago para cada integrante da família, de qualquer idade;   
  • R$ 50 do Benefício Variável Familiar, liberado para cada gestante e/ou criança e adolescente com idade entre 7 e 18 anos; 
  • R$ 50 do Benefício Variável Familiar Nutriz, pago para cada membro da família que tenha até sete meses incompletos (nutriz). 
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.