Caixa divulga quais CPFs vão ganhar R$ 9 mil ainda neste ano

Os estudantes que fazem parte do Bolsa Família são o alvo da iniciativa; entenda

O Governo Federal, liderado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), anunciou uma grande novidade para os estudantes brasileiros em situação de vulnerabilidade social e econômica matriculados no ensino médio da rede pública de educação.

Ao que tudo indica, os jovens vão receber uma espécie de poupança no valor de R$ 9.200, visando estimulá-los para permanecerem na escola. Estamos falando do programa batizado como “Pé-de-Meia”, que beneficiará, ainda, os filhos dos cidadãos inscritos no Bolsa Família, principal programa de transferência de renda do Brasil.

Pé-de-Meia: entenda o funcionamento da iniciativa

Tendo sido lançado no dia 26 de janeiro, o projeto visa manter os estudantes no ensino médio, uma vez que muitos acabam abandonando os estudos para procurar trabalho e ajudar nas despesas domésticas. Os contemplados receberão uma recompensa financeira se continuarem matriculados no 1º, 2º e 3º ano. Além disso, caso realizem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), haverá uma bonificação extra.

Quem vai poder participar do programa?

Para ingressar no Pé-de-Meia, o estudante precisa estar matriculado em uma escola da rede pública de ensino e estar registrado no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Ainda, é necessário que o jovem tenha CPF. O Ministério da Educação (MEC) ficará responsável por identificar os integrantes das famílias que fazem parte do Bolsa Família e incluí-los na iniciativa.

Quando os depósitos do Pé-de-Meia vão ser feitos?

O período para os depósitos mensais ainda não foi revelado pelas autoridades brasileiras. De acordo com o MEC, as redes de ensino estaduais serão responsáveis por fornecer informações dos estudantes, como dados pessoais, escolares e necessários para a abertura das contas, enquanto a pasta filtrará os alunos elegíveis e enviará as folhas de pagamento para a Caixa Econômica Federal (CEF), encarregada de realizar a abertura das contas e administração das poupanças.

Divisão dos R$ 9.200 concedidos pelo Pé-de-Meia

A poupança do estudante agraciado pode chegar até o valor total de R$ 9.200 ao final do ensino médio. Por conta disso, o valor será creditado regularmente e mais R$ 1.000 serão concedidos numa poupança, que somente será movimentada pelo jovem quando concluir o ensino médio. Caso o aluno opte por realizar o Enem após a conclusão do 3º ano, ele receberá uma bonificação exclusiva de R$ 200 em uma única parcela.

As medidas, como é de se imaginar, têm como objetivo incentivar a educação e a formação de jovens acima dos desafios financeiros. Com isso, a expectativa do Governo Federal é que o programa Pé-de-Meia possa fornecer um suporte financeiro significativo para muitos estudantes brasileiros que vivem na linha da pobreza.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.