Reforma da Previdência aprovada: confira quais são as mudanças

Em um cenário de constantes alterações nas regras previdenciárias, brasileiros que contribuíram com a Previdência Social precisam estar atualizados. As últimas reformas trazem mudanças significativas, principalmente para a aposentadoria por tempo de contribuição e para professores.

Na Reforma da Previdência de 2019, uma das principais mudanças foi na regra de transição por pontos na aposentadoria por tempo de contribuição. Agora, é necessário ter 91 pontos para mulheres e 101 para homens, além de um período de contribuição de 30 anos para mulheres e 35 para homens. A idade mínima para essa categoria de aposentadoria também sofreu alterações, sendo de 58 anos e 6 meses para mulheres e de 63 anos e 6 meses para homens.

Mudanças na regra de aposentadoria para professores em 2024

Os professores também foram impactados pela Reforma da Previdência. A pontuação necessária para aposentar foi elevada para 86 pontos para mulheres e 96 para homens, com um período mínimo de contribuição de 25 e 30 anos, respectivamente. A idade mínima foi ajustada para 53 anos e 6 meses para mulheres e 58 anos e 6 meses para homens.

Outras alterações da Reforma da Previdência

A reforma trouxe ainda novas normas para pensões por morte e auxílio-doença. Agora, para ter direito ao auxílio-doença, é preciso ter contribuído por, no mínimo, 12 meses. Já as pensões por morte passaram a ser calculadas pela média de todos os salários de contribuição.

O cenário atual da aposentadoria no Brasil

De acordo com dados do Ministério da Previdência Social de novembro de 2023, o Brasil pagou em aposentadorias um total que corresponde a pagamentos mensais de R$ 45,8 bilhões e um total anual de R$ 595,4 bilhões, incluindo o 13º salário. Nesse contexto, é imprescindível que as pessoas planejem financeiramente a aposentadoria, compreendendo bem as regras da Previdência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.