Pão integral vai parar de ser vendido no Brasil? Anvisa toma decisão

Os brasileiros habituados com o consumo do tradicional pão integral podem se surpreender. Recentemente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) determinou uma nova regra que promete transformar a forma como esses produtos integrais são rotulados e vendidos no Brasil.

Na discussão sobre pão integral versus pão normal, a principal diferença está na farinha utilizada: o integral é feito com farinha que mantém todo o grão, enquanto o normal, refinado, usa farinha branca. A integral conserva mais nutrientes essenciais, proporcionando mais benefícios à saúde.

Com as novas regras implementadas pela ANVISA, para que um produto seja considerado integral, é necessário que contenha pelo menos 30% de ingredientes integrais em sua composição. A porcentagem deve ser evidenciada claramente no rótulo, garantindo aos consumidores uma maior transparência nas informações nutricionais.

Adequação das fabricantes

Os fabricantes terão até 22 de abril de 2024 para se adequar às novas exigências. Já para massas produzidas com farinha, como o espaguete e o penne, o prazo é extensível. Isso garante que ainda encontremos produtos com as antigas rotulagens nas prateleiras por mais um tempo. Os descumprimentos das instruções da ANVISA podem acarretar em penalidades para os fabricantes, incluindo advertências, multas, interdição de produtos e até o cancelamento de alvarás.

Como fica o pão integral

Sobre o conceito de alimento integral, trata-se de um que contém cereais, como trigo e milho, ou pseudocereais, como quinoa e trigo sarraceno, que não passaram pelo processo de refinamento e mantêm suas cascas e, consequentemente, a maior parte de suas fibras, vitaminas e minerais.

Algumas marcas já se ajustaram às novas diretrizes. Para exemplificar, a empresa de panificação Nutrella alterou o termo “100% integral” para “100% natural”, e a Bauducco, com o pão de fermentação natural, exibe agora “36% integral”, se adequando à norma. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.