Golpe 0800 do Nubank está fazendo vítimas; saiba como não ser uma

O crime tem se tornado cada vez mais comum contra clientes do banco digital; saiba como se proteger

Nas últimas semanas, um golpe financeiro envolvendo o Nubank, um dos maiores bancos digitais a América Latina, como informado pelo Banco Central (BC), tem deixado milhares de correntistas preocupados e em estado de alerta: golpistas estão se passando por funcionários da fintech para ludibriar pessoas e roubar dinheiro das contas.

Na maioria dos casos, a abordagem dos criminosos ocorre por meio de ligações telefônicas ou mensagens de texto, nas quais alegam ser representantes do Nubank. Utilizando técnicas de engenharia social, os golpistas solicitam informações sensíveis, como senhas, códigos de acesso e dados pessoais, alegando a necessidade de atualização cadastral, resolução de problemas de segurança e até mesmo reconhecimento de compra.

Comportamento dos golpistas

Um dos casos mais recentes envolve uma mulher de 46 anos, que preferiu não se identificar. De acordo com a lesada, os golpistas enviaram um SMS que alegava ter sido realizada uma tentativa de compra em uma joalharia no valor de R$ 920, mas que estava pendente de autorização. Para cancelar a suposta transação, ela deveria ligar para uma central.

Poucos minutos depois, chegou outro SMS como se fosse do banco Nubank, no qual a vítima tem conta, alertando sobre uma movimentação suspeita e tentativa de compra. “No desespero, entrei em contato com a central indicada na mensagem. Me atenderam como se, de fato, eu estivesse falando com algum funcionário do banco. Tinha até central de atendimento robotizado. Só com o número de telefone, eles sabiam meu nome completo, CPF, e sabiam que eu era cliente do Nubank“, disse a vítima.

Durante a ligação, o criminoso citou informações pessoais da vítima. “Como tinham meus dados, eu confiei que, de fato, estava falando com o banco. Me pediram o número do cartão e o código de segurança para verificar o que havia acontecido. Eles confirmaram que meu cartão tinha sido clonado e, para cancelar, eu precisava copiar o código que eles me enviariam pelo WhatsApp“, detalha.

O código chegou pelo aplicativo de mensagens em formato de PIX copia e cola. Os criminosos alegavam que, para ela cancelar o cartão, era necessário fazer essa transação, mas que nenhum valor seria debitado da conta dela. Sendo assim, a vítima fez o pagamento de R$ 500.

Orientações da Nubank

Para evitar que seus clientes sejam vítimas de golpes financeiros, o banco digital disponibiliza algumas ferramentas, no intuito de conceder mais controle sobre a experiência com segurança. Veja:

  • 1. Me Roubaram: plataforma em que clientes podem registrar casos de roubo, furto e perda de celular e cartão para deslogar a conta do aparelho e bloquear o cartão.
  • 2. Canal de denúncias: permite o relato de fraudes e tentativas de golpe em que o nome do Nubank tenha sido usado indevidamente por terceiros. O canal pode ser usado por qualquer pessoa, cliente ou não.
  • 3. Alô Protegido: bloqueia automaticamente chamadas feitas por telefones que “camuflam” seu número para parecer que estão sendo realizadas pela central de atendimento do Nubank.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.