Auxílio-doença do INSS: Conheça as Doenças que Garantem o Benefício

O auxílio-doença é um benefício pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aos trabalhadores que ficam temporariamente ou definitivamente incapacitados para o trabalho devido a doenças ou acidentes.

Para ter direito ao auxílio-doença, o trabalhador precisa comprovar a sua incapacidade temporária por meio de exames e laudos médicos, além de cumprir o período de carência de 12 meses de contribuição ao INSS, exceto em casos de doenças graves.

Doenças do INSS

No entanto, há uma lista de doenças que garantem o direito ao benefício sem a necessidade de cumprir a carência de 12 meses. Essas doenças estão previstas em lei e incluem:

  1. Tuberculose ativa
  2. Hanseníase
  3. Alienação mental
  4. Esclerose múltipla
  5. Hepatopatia grave
  6. Neoplasia maligna
  7. Cegueira
  8. Paralisia irreversível e incapacitante
  9. Cardiopatia grave
  10. Doença de Parkinson
  11. Espondiloartrose anquilosante
  12. Nefropatia grave
  13. Estado avançado da doença de Paget (osteíte deformante)
  14. Aids (Síndrome da Deficiência Imunológica Adquirida)
  15. Contaminação por radiação, com base em conclusão da medicina especializada
  16. Acidente vascular encefálico (agudo)
  17. Abdome agudo cirúrgico

Essas doenças são consideradas graves e incapacitantes, o que dispensa a carência de contribuição ao INSS para a concessão do auxílio-doença. É importante ressaltar que o segurado deve apresentar os documentos médicos que comprovem o diagnóstico da doença para solicitar o benefício junto ao INSS.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.