Prova de Vida do INSS Volta a Ser Obrigatória: Veja como Fazer Online

O não cumprimento da prova de vida dentro do prazo estabelecido pode gerar o bloqueio do pagamento. Veja quem está sendo convocado.

A prova de vida do INSS, Instituto Nacional do Seguro Social, que estava sendo dispensada para alguns beneficiários, agora volta a ser obrigatória, como anunciou a Previdência Social.

O objetivo da prova de vida do INSS é comprovar que os titulares de aposentadoria, pensão ou auxílio estão vivos, evitando possíveis irregularidades. Dessa forma, cerca de 4,3 milhões de pessoas deverão ser convocadas para fazer a comprovação, sob o risco de terem os pagamentos bloqueados.

É importante destacar que todos os segurados que têm direito a benefícios vitalícios estão sujeitos à prova de vida do INSS. Contudo, se o INSS não conseguir efetuar a comprovação através do cruzamento de dados, será responsabilidade do cidadão demonstrar que está vivo.

A convocação que está ocorrendo atualmente abrange pessoas que fazem aniversário em janeiro, fevereiro e março, e que não foram encontradas durante o processo de cruzamento de dados feito pelo governo.

Também estão sendo convocadas pessoas que estão há mais de um ano sem realizar a prova de vida. Essas pessoas serão notificadas através do aplicativo Meu INSS e de seus respectivos bancos. Elas terão um prazo de 60 dias para realizar a comprovação online. Lembrando que o não cumprimento dentro desse prazo pode gerar o bloqueio do benefício.

Como fazer a prova de vida do INSS online?

A prova de vida pode ser realizada online através da ferramenta Meu INSS. Para isso, siga os passos:

  • Primeiro, acesse o Meu INSS;
  • Agora, será preciso informar seu CPF e senha;
  • Selecione a opção “Do que você precisa?” e digite “Prova de vida”;
  • Caso possua biometria coletada no TSE ou Denatran, você poderá fazer a prova de vida digital com o aplicativo Gov.br;
  • Contudo, se não possuir biometria não será possível fazer a prova de vida pelo Meu INSS. Dessa forma, será obrigatório ir a uma agência da Previdência ou agência bancária.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.