Benefícios escondidos do CadÚnico que você pode ter direito

Além do Bolsa Família, o sistema permite o acesso a uma série de outros auxílios

Os cidadãos que se encontram em situação de vulnerabilidade social e econômica conhecem bem o Bolsa Família, que garante uma quantia mensal para os que mais precisam. O acesso ao programa acontece por meio do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), um banco de dados das autoridades responsáveis.

No entanto, o que muitos segurados não sabem é que a plataforma é o caminho para receber uma série de outros benefícios assistenciais além do Bolsa Família. Por meio dele, é possível obter até mesmo a isenção das taxas de concursos públicos.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), o CadÚnico, atualmente, reúne cerca de 40 milhões de famílias que vivem no Brasil. Para se ter uma ideia, é possível participar de mais de 30 programas sociais.

Como se inscrever no CadÚnico?

Para realizar a inscrição no CadÚnico, o núcleo familiar deve ter renda de até meio salário mínimo por pessoa ou de até três salários mínimos no total. O chefe da família, de preferência uma mulher com mais de 16 anos, deve se dirigir ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) de seu município e solicitar o cadastramento.

Cabe destacar que é preciso estar munido do CPF ou Título de Eleitor, além de ao menos um documento de todas as pessoas que compõem o núcleo familiar. Ainda, a orientação é apresentar um comprovante de residência, apesar de não ser obrigatório.

Quais são os programas do CadÚnico?

A seguir, confira alguns exemplos de benefícios assistenciais que os cidadãos brasileiros inscritos no CadÚnico podem receber do Governo Federal:

  • 1. Bolsa Família;
  • 2. Minha Casa, Minha Vida
  • 3. Auxílio Gás;
  • 4. Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • 5. Identidade Jovem (ID Jovem);
  • 6. Carteira do Idoso;
  • 7. Isenção de taxa de inscrição em concursos públicos;
  • 8. Programa Brasil Alfabetizado;
  • 9. Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • 10. Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • 11. Carta Social;
  • 12. Bolsa Estiagem;
  • 13. Programa Cisternas;
  • 14. Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI);
  • 15. Passe Livre para Pessoas com Deficiência;
  • 16. Telefone Popular;
  • 17. ProJovem;
  • 18. Crédito Instalação.

Mantenha seus dados cadastrais atualizados

Como é de se imaginar, para garantir a permanência nos programas sociais, o titular deve manter seus dados informados no CadÚnico atualizados. Caso contrário, o Governo Federal pode acabar suspendo os auxílios. Portanto, sempre que houver algum tipo de alteração na composição familiar, o beneficiário deve informá-la imediatamente às autoridades competentes, basta se dirigir até uma unidade do CRAS e efetuar a atualização.

Portanto, atente-se a estes detalhes e garanta a continuidade dos benefícios, evitando uma possível suspensão. Vale frisar que devido a importância destes auxílios, o Governo Federal costuma ser bem rígido quanto às regras.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.