BC surpreende e corta a taxa Selic em 0,5 ponto percentual

A mudança deve movimentar o cenário econômico brasileiro; entenda

Na última quarta-feira (31), o Banco Central (BC) cortou a taxa básica de juros (Selic) de 11,75% para 11,25% ao ano, reduzindo a rentabilidade de grande parte da renda fixa. Os juros da poupança, no entanto, seguem inalterados.

Apesar da queda, a rentabilidade da poupança segue em 6,17% + Taxa Referencial (TR), o que deve totalizar 7,81% em 2024 como um todo. Pelo menos é isso que enxerga Rafael Haddad, planejador financeiro do C6 Bank.

Levando em conta a inflação atual, o especialista projeta um ganho líquido real de 3,80% com a poupança neste ano. Cabe destacar que o investimento é isento de Imposto de Renda (IR).

Corte de 0,5 ponto percentual

O ganho em questão é garantido pela legislação brasileira. Desde o ano de 2014, a regra estabelece que a rentabilidade da poupança será 0,5% ao mês, equivalente a 6,7% ao ano + TR quando a Selic estiver acima de 8,5% ao ano, como acontece atualmente.

Sendo assim, caso a taxa básica de juros fique igual ou menor que esse patamar, o rendimento da poupança cai para 70% da Selic + TR. A expectativa do mercado é que a Selic termine 2024 em 9%, garantindo os 7,81%.

No que diz respeito ao patamar de 2025, economistas projetam que ela vá para 8,5% e fique nesse patamar até o fim de 2027. Neste caso, a rentabilidade anual da poupança vai passar a ser de 5,95% + TR.

Na visão de Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor executivo de estudos e pesquisas econômicas da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), mesmo com a isenção do IR, a poupança acaba sendo menos vantajosa que fundos de renda fixa com taxas de administração menores que 2,5%, caso da grande maioria desses instrumentos presentes no mercado.

Na grande maioria dos CDBs, a rentabilidade da poupança também é inferior. “O investidor teria que obter uma taxa de juros de cerca de 85% do CDI para atingir o mesmo ganho obtido pela poupança, já que as aplicações em CDB pagam IR“, disse Oliveira, à Folha de S. Paulo. Atualmente, grande parte dos CDBs oferecidos supera esse percentual.

Quanto rende R$ 1.000 em Tesouro Direto?

O Tesouro Selic, por exemplo, possui rentabilidade diretamente ligada à taxa básica de juros. Com a redução de juros no Brasil, esse tipo de investimento pós-fixado passará a ter um retorno menor. Todavia, segundo analistas, continua sendo uma opção interessante porque a taxa se mantém em dois dígitos, bem acima da inflação.

  • Retorno de R$ 1.000 investidos em 1 ano
InvestimentoValor líquidoRentabilidade líquida
PoupançaR$ 1.078,117.81%
Tesouro Selic 2026 (Selic + 0,034%)R$ 1.081,228.12%
CDB 104% do CDI (Liquidez Diária)R$ 1.085,508.55%
CDB/RDB/LC 115% do CDIR$ 1.094,549.45%
LCI/LCA/DEB Incentivada 96% CDIR$ 1.095,669.57%
CDB/RDB/LC IPCA + 6,35% a.a.R$ 1.086,258.63%
CDB/RDB/LC Pré-fixado 11,3% a.a.R$ 1.093,239.32%
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.