Tem como fazer desbloqueio do cartão do Bolsa Família pela internet?

Deixar de atualizar os dados cadastrais resulta no bloqueio do cartão do benefício

O bloqueio do cartão do Bolsa Família é uma realidade para famílias que deixam de atualizar seus dados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) ou que descumpram as normas que condicionam o repasse do benefício.

Os cancelamentos no Bolsa Família fazem parte de um processo de reconstrução do CadÚnico, plataforma que monitora famílias de baixa renda em todo território nacional, no intuito de constatar distorções apontadas pela Controladoria Geral da União (CGU) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU), além de investigações judiciais.

Quais beneficiários do Bolsa Família serão afetados pelos cortes?

Como informado pelo Governo Federal, as informações presentes no CadÚnico serão cruzadas com os dados de outros órgãos federais. Entre eles, a Receita Federal, responsável por fiscalizar as movimentações financeiras de todos os brasileiros.

Neste sentido, caso seja encontrada alguma incongruência cadastral, como um ganho superior ao teto do programa, os beneficiários serão notificados. Em certos casos, a identificação da irregularidade poderá levar ao corte do Bolsa Família.

Para evitar a situação, é fundamental que o titular do benefício mantenha seus dados atualizados no CadÚnico. Por meio do sistema, o Governo Federal é capaz de identificar e selecionar os benefícios aos quais os cidadãos em situação de vulnerabilidade têm direito.

O processo de atualização deve ser realizado periodicamente. As famílias que não realizam o procedimento há muito tempo também poderão ter o benefício cortado. As novas informações devem ser passadas em uma unidade do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS).

Ao se dirigir ao local, será preciso estar munido do documento de identificação com foto do responsável familiar e o CPF dos demais integrantes do núcleo familiar. Em caso de atualização de alguma informação como endereço, por exemplo, também será exigido um documento que comprove a mudança.

Passo a passo de como regularizar o Bolsa Família bloqueado

Os dados cadastrais devem estar sempre em dia. Portanto, caso haja mudanças, é preciso informá-las ao setor responsável pelo cadastramento no município. A seguir, confira as situações que exigem a atualização cadastral:

  • 1. Troca de endereço;
  • 2. Mudança de telefone de contato;
  • 3. Alterações na composição familiar, como nascimento de uma criança, falecimento de um membro da família, casamento e adoção.

O que é preciso para se cadastrar no programa?

A pessoa que for ao posto de atendimento deverá apresentar a seguinte documentação:

  • 1. Um documento com foto;
  • 2. CPF ou Título de Eleitor;
  • 3. Comprovante de endereço;
  • 4. Termo de tutela, curatela, guarda, ou outro documentos que comprovem a função de representante legal.

Para os demais familiares, será preciso apresentar um dos seguintes documentos:

  • 1. Documento com foto;
  • 2. CPF;
  • 3. RG;
  • 4. Certidão de nascimento;
  • 5. Certidão de casamento;
  • 6. Carteira de trabalho.

Por fim, confira os documentos não obrigatórios que podem ajudá-lo no no cadastro:

  • 1. Documentação que comprove a frequência escolar e o acompanhamento do calendário nacional de vacinação;
  • 2. Comprovante de acompanhamento nutricional para as crianças menos de sete anos;
  • 3. Comprovante de acompanhamento pré-natal das gestantes.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.