Cuidado com a dengue: mosquitos odeiam este ingrediente popular

Um estudo realizado pelo Instituto Politécnico em parceria com a Universidade Estatal da Virgínia sugere que os mosquitos podem ser atraídos ou repelidos pelo cheiro individual de uma pessoa em combinação com o aroma do sabonete que ela usa. Publicada nos jornais acadêmicos iScience e The Guardian, a pesquisa oferece uma nova perspectiva sobre as estratégias de repelência desses insetos.

Os sabonetes com fragrâncias que lembram ou estão associadas aos odores de plantas podem ter papel crucial na atração ou na repulsa de mosquitos, uma vez que estes insetos, apesar de se alimentarem de sangue humano, têm na seiva das plantas sua principal fonte de nutrição.

Testes com voluntários

Os pesquisadores analisaram os odores químicos de quatro voluntários antes e depois do uso de quatro diferentes marcas de sabonete, incluindo Dial, Dove, Native e Smart Truth. O estudo também investigou os perfis de odor dos próprios sabonetes.

Todos os sabonetes testados continham limoneno, um conhecido repelente natural de insetos. No entanto, três deles, ao contrário do esperado, aumentaram a atração dos mosquitos. Os pesquisadores identificaram quatro compostos químicos que atraem mosquitos e três que os repelem. Entre os repelentes, encontraram um componente com aroma de coco, comumente encontrado no bourbon americano, e um composto de odor floral usado no tratamento de sarna e piolhos.

Com base nos resultados, a pesquisa concluiu que a escolha de um sabonete pode alterar significativamente a “atração” de uma pessoa para mosquitos. A perspectiva abre caminhos para novas estratégias de combate a esses insetos, além dos métodos tradicionais de repelência. 

Importância do estudo

A descoberta é relevante, uma vez que pode ajudar na definição de melhores estratégias para o controle de mosquitos, que são transmissores de várias doenças, incluindo dengue, zika, chikungunya e febre amarela. 

Para confirmar as hipóteses levantadas, são necessárias novas pesquisas. Pretende-se, por exemplo, estudar a relação entre os odores dos sabonetes e a repulsão ou atração de diferentes espécies de mosquitos. Outra possibilidade é a realização de pesquisas de campo que permitam a avaliação do comportamento dos mosquitos em condições naturais, em resposta aos odores dos sabonetes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.