Nova Identidade cancela o número do RG? Saiba detalhes do documento

O estado de São Paulo começou esta semana a emitir uma nova Carteira Nacional de Identidade (CIN), que substitui o RG (Cadastro Geral) e aceita um número de identificação único e padronizado para todo o Brasil, que será o CPF (Cadastro de Pessoa Física). 

Segundo o governo federal, o objetivo do documento é acabar com a duplicidade na identificação dos cidadãos e reduzir as oportunidades de fraude. Além disso, a nova versão conta com um código QR que permite confirmar sua autenticidade e verificar se o documento foi roubado ou perdido.

Detalhes da nova identidade

A validade do CIN é igual à validade do RG. Para pessoas de 0 a 12 anos, o documento é válido por cinco anos. Para pessoas entre 12 e 60 anos, a validade é de dez anos. Para maiores de 60 anos a validade é ilimitada. 

Segundo a assessoria de imprensa do governo de São Paulo, o CIN ID permanece válido quando criado. Ou seja, até 28 de fevereiro de 2032 — prazo final para emissão de novo documento — o cidadão continuará com os dois documentos válidos.

Faltando mais de oito anos para que o novo CIN se torne obrigatório, o governo afirma que não há pressa para obter o novo documento.

Nesta fase inicial de emissão do CIN, o documento de identificação continuará a ser emitido normalmente e será válido até 28 de fevereiro de 2032. Estes são os documentos necessários para emitir:

  • Documento com CPF;
  • Certidão de nascimento ou casamento (original e cópia simples).

Além disso, existem os seguintes critérios:

  • Ter uma conta Gov.br nível Silver ou Gold;
  • Ter mais de 16 anos;
  • Estar em situação regular com o IRS (as informações devem corresponder às informações na certidão de nascimento/casamento);
  • Nenhuma outra solicitação CIN está em andamento.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.