Último dia para titulares do Bolsa Família sacarem benefício

Finalizando os pagamentos de janeiro, o Bolsa Família depositou hoje a última remessa de benefícios para os titulares que faltavam

O calendário integral do Bolsa Família para o ano de 2024 foi anunciado pelo governo federal, tendo iniciado os pagamentos referentes a janeiro no dia 18 de janeiro. De acordo com a agenda estipulada pelo programa, os pagamentos são efetuados nos últimos dez dias úteis de cada mês.

A sequência de pagamento é estabelecida com base nos dígitos finais do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário, fruto da colaboração entre o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) e a Caixa Econômica Federal.

Os beneficiários do Bolsa Família cujo NIS termina em 0 terão o depósito do benefício realizado em 31 de janeiro. O montante mínimo do programa, que atualmente assiste a mais de 21 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social, permanece constante em R$ 600. O pagamento estará acessível nas contas dos beneficiários nas primeiras horas da manhã, normalmente entre 9h e 10h.

Atendimento aos titulares

Atendimento Telefônico:

  • O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social (MDS) disponibiliza o serviço de atendimento telefônico Disque Social 121 desde outubro de 2023.
  • O suporte telefônico está disponível nos dias úteis, das 7h às 19h, nos fins de semana durante o calendário de pagamento, das 10h às 16h.

Atendimento Digital:

  • Os usuários têm a opção de acessar informações por meio do aplicativo do Bolsa Família e da Caixa, disponíveis para download nas lojas virtuais de aplicativos.
  • O atendimento digital permanece acessível 24 horas por dia, sete dias por semana, por meio do telefone 121.

Valores e cadastro no Bolsa Família

O Bolsa Família engloba uma variedade de seis benefícios distintos, adaptados de acordo com a situação específica de cada beneficiário. O Benefício de Renda de Cidadania proporciona R$ 142 por membro da família, enquanto o Benefício Complementar oferece um valor adicional para famílias cuja soma dos benefícios não alcance R$ 600.

O Benefício Primeira Infância consiste em um acréscimo de R$ 150 por criança de zero a sete anos. Além disso, o Benefício Variável Familiar concede um adicional de R$ 50 para gestantes, crianças e adolescentes de 7 a 18 anos.

O Benefício Variável Familiar Nutriz fornece um suplemento de R$ 50 para cada membro com até sete meses (nutriz). Por fim, o Benefício Extraordinário de Transição (BET) é aplicado em situações específicas até maio de 2025, garantindo que nenhum beneficiário receba menos do que no programa anterior (Auxílio Brasil).

Para serem aptas a participar do programa, as famílias precisam cumprir requisitos nas áreas de saúde e educação, tais como garantir a frequência escolar de crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos, realizar o acompanhamento pré-natal para gestantes, e monitorar a nutrição das crianças até 7 anos. Além disso, a adesão ao calendário nacional de vacinação é indispensável. Ao inscrever a criança na escola e imunizá-la no posto de saúde, é essencial comunicar que a família é beneficiária do Bolsa Família.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.