Você pode perder seu veículo caso não limpe o seu nome no Serasa

Ter o nome negativado envolve algo mais do que o simples desconforto e preocupação inicial. A inadimplência pode ter diversas implicações, que variam desde o bloqueio de contas bancárias até a penhora de bens e apreensão de veículos. A primeira medida usualmente tomada pelas instituições financeiras em casos de dívidas é o bloqueio.

Esta ação tem como principal objetivo pressionar o devedor para que a sua situação seja regularizada. Entretanto, muitas vezes, o efeito é contrário ao esperado, uma vez que os devedores podem movimentar seus fundos previamente, a fim de evitar tal bloqueio.

Regras da penhora de bens

Se o bloqueio das contas bancárias não surtir o efeito pretendido, a próxima medida geralmente adotada é a penhora de bens. Os ativos que podem ser alvo desta ação incluem imóveis, veículos, joias, entre outros, com a intenção de recuperar o valor devido ao credor.

É pertinente salientar que a penhora de bens que ainda estão sendo financiados pode acontecer sem a necessidade de uma decisão judicial, devido a uma autorização do Supremo Tribunal Federal (STF). Caso o indivíduo atrase as parcelas de um financiamento, a instituição financeira pode tomar posse do bem como forma de pagamento.

Apreensão de veículos em débito

No caso de dívidas relativas a veículos financiados, quando o próprio carro é utilizado como garantia da operação, o banco tem o direito de apreensão do automóvel sem necessidade de recorrer ao sistema judiciário. Trata-se de uma maneira eficaz de obter o pagamento da dívida pendente.

Para aqueles que não possuem bens em seu nome, ainda existe uma alternativa menos comum: a apreensão de documentos importantes, possibilidade autorizada mediante decisão judicial. Neste caso, o inadimplente fica privado de seus documentos, como, por exemplo, passaporte e CNH.

Consequências ainda maiores para inadimplentes

Além das medidas legais citadas, ter o “nome sujo” pode desencadear outras implicações de grande impacto. Uma delas é a dificuldade de obtenção de empréstimos ou créditos. Ainda que o indivíduo consiga acessar esses serviços, os juros tendem a ser mais altos, além de garantias adicionais frequentemente serem exigidas.

Outro contratempo é a limitação da capacidade de realizar compras parceladas, o que pode obstruir o acesso a determinados produtos e serviços. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.