Homem morre após contrair vírus grave em suco caseiro de frutas

No último sábado (27), um homem de 35 anos sucumbiu a uma infecção provocada pelo vírus Nipah em Bangladesh, marcando a primeira fatalidade pela doença em 2024. Reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um vírus de potencial pandêmico, continua sendo objeto de vigilância global.

O paciente contraiu o vírus após consumir um suco caseiro de tâmaras. Em uma aldeia vizinha, outro homem também faleceu após ingerir a mesma bebida de frutas, levantando suspeitas sobre a origem da infecção.

Investigação sobre casos

Os médicos estão investigando a possibilidade de transmissão do vírus por morcegos infectados, conhecidos como principais vetores da doença, que possivelmente tiveram contato com as frutas utilizadas na preparação do suco. A transmissão ocorre por meio do contato ou ingestão de fluidos corporais de animais contaminados.

Rubia Parveen, oficial de saúde e planejamento familiar da região, informou à imprensa local que o paciente recebeu atendimento e cuidados médicos adequados, mas não resistiu. Ela ressaltou a importância de evitar o consumo de sucos caseiros e frutas não higienizadas para prevenir surtos da doença.

O vírus Nipah foi identificado pela primeira vez em humanos em 1999, na Malásia, e desde então, surtos periódicos têm sido registrados em países do sul e sudeste asiático. Em Bangladesh, nos últimos 25 anos, 160 pessoas perderam a vida para a infecção. Somente em 2023, foram registradas 10 mortes e 14 casos de infecção, o maior número desde 2016.

A doença é conhecida por sua alta taxa de mortalidade, variando entre 50 e 75% dos pacientes, dependendo das condições de tratamento. Os sintomas incluem febre, dor de cabeça, dificuldade respiratória e danos cerebrais que resultam em hemorragias e aumento do órgão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.