Bloco de notas antigo está dando adeus definitivo aos computadores

A Microsoft anunciou o fim do aplicativo após quase 30 anos

Após 28 anos, a Microsoft passou a remover o WordPad do Windows 11, aplicativo que vinha pré-instalado em seu sistema operacional. Tendo sido lançado no dia 24 de agosto de 1995, a aplicação chegou como uma versão mais simples e gratuita do Microsoft Word e sucessor do Microsoft Write.

Apesar de muitos internautas terem sido pegos de surpresa, a companhia fundada por Bill Gates havia anunciado que removeria o WordPad do Windows em setembro do ano passado. No entanto, a mudança só está sendo feita agora, com a build Canary do Windows 11, lançada no último sábado (28) para usuários do Windows Insider, o programa de testes para futuras atualizações do sistema.

Com a modificação, a gigante de Redmond agora se refere ao WordPad como um “recurso preterido” com desenvolvimento descontinuado, isto é, ele não receberá mais updates com novos recursos e correções para eventuais brechas de segurança.

Por que o aplicativo foi descontinuado pela empresa?

Em nota emitida à imprensa, a Microsoft explica a decisão de excluir o WordPad de seu sistema operacional. “A partir desta compilação, os aplicativos WordPad e Pessoas não serão mais instalados depois de fazer uma instalação limpa do sistema operacional. Em um ‘voo futuro’, o WordPad será removido em uma atualização. O WordPad não será instalável. O WordPad é um recurso preterido do Windows“, disse a gigante da tecnologia.

Com isso, o WordPad não poderá ser reinstalado nas futuras versões do sistema operacional da Microsoft, fazendo com que os usuários busquem por outro editor de texto. Inclusive, a companhia já possui algumas recomendações. “Recomendamos o Microsoft Word para documentos rich text, como .doc e .rtf, e o Bloco de Notas do Windows para documentos de texto sem formatação, como .txt“, pontua a empresa.

Vale mencionar que a Microsoft tentou fazer o mesmo com o Paint, mas a alta demanda popular dos seus usuários fez com que ela atualizasse o aplicativo, reformulando-o visualmente e adicionando ferramentas. Neste sentido, algo similar pode vir a acontecer com o WordPad no futuro, apesar de não haver indícios que isso possa acontecer.

Além do WordPad, outro recurso que está sendo removido do Windows 11 na compilação lançada no último sábado é a Cortana, uma vez que ela será substituída pelo Copilot, uma versão melhorada da tecnologia.

WordPad dá adeus ao Windows

Pouco antes de completar três décadas de existência, o WordPad será descontinuado do Windows. O sucessor do Microsoft Write, que fez sua estreia no Windows 95 com recursos básicos de edição de texto com suporte para arquivos RTF, DOC, ODT e outros formatos populares, não está mais em desenvolvimento. Sendo assim, ele não receberá novos recursos ou updates.

De acordo com uma nova documentação oficial da Microsoft, uma futura atualização do Windows removerá o programa do sistema operacional. Agora, como informado há pouco, a big tech recomenda o Microsoft Word, já disponível gratuitamente na versão web, para documento rich text e o Bloco de Notas para documentos de texto simples, como TXT.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.