Situação de emergência é reconhecida pelo Governo do Rio de Janeiro

Ao todo, sete cidades do Rio de Janeiro tiveram sua situação de emergência reconhecida por conta dos estragos causados pela chuva.

Após as fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro na última semana, o governo estadual reconheceu a situação de emergência na capital fluminense e em mais seis municípios: Belford Roxo, Nova Iguaçu, São João de Meriti, Duque de Caxias, Mesquita e Nilópolis. As quatros cidades foram bastante atingidas pelo temporal que acabou provocando diversos estragos.

Com essa medida, esses municípios poderão solicitar recursos federais para realizar ações de apoio à população, como reconstrução de ruas, vias e casas que foram destruídas pela chuva. Em apenas um período de 24 horas, foram registradas 12 mortes e cerca de 600 pessoas desalojadas. Além disso, houve inundações, alagamentos, cortes de árvores, desabamentos e deslizamentos em diversos locais.

Na última terça-feira (16), uma comitiva formada por ministros do Governo Federal foi ao Rio de Janeiro após determinação do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Eles devem verificar as áreas afetadas, se reunir com o governador Cláudio Castro e com os prefeitos das quatro cidades.

A equipe da comitiva foi formada pelos ministros Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional), Anielle Franco (Igualdade Racial), João Paulo Capobianco (substituto do Meio Ambiente) e Osmar Almeida Júnior (substituto do Desenvolvimento e Assistência Social).  

Chuvas no Rio de Janeiro

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do estado, pelo menos cerca de 12 mil pessoas ficaram desalojadas por conta das chuvas. Além disso, mais de 300 ficaram desabrigadas, enquanto 48 mil foram afetadas.

Além dos municípios que tiveram a situação de emergência concedida, as chuvas também atingiram cidades como Japeri, São Gonçalo e Queimados. Além dos 12 mortos, duas pessoas ainda seguem desaparecidas.

Esse balanço de pessoas desalojadas e desabrigadas foi feito ainda na última quarta-feira (17) e é considerado como parcial, visto que os dados são divulgados pelas secretarias de cada município. Esses municípios também são responsáveis pelo processo de análise de elegibilidade e cadastramento das famílias aptas ao Cartão Recomeçar.

A iniciativa já começou em locais como Nova Iguaçu, Nilópolis, Duque de Caxias, Belford Roxo, São João de Meriti e Mesquita. Após três dias dos estragos causados pelas chuvas, alguns bairros localizados na Baixada Fluminense ainda seguiram debaixo d’água até a manhã da última quarta.

De acordo com o que havia informado o Ministério da Integração, após o reconhecimento da situação de emergência, as prefeituras das sete cidades podem solicitar verbas da União para a “compra de alimentos, água potável e combustível para os veículos”. “Os repasses serão liberados assim que os planos de trabalho forem apresentados pela prefeitura e avaliados pela equipe técnica da Defesa Civil Nacional”, afirmou o ministério na segunda-feira (15).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.