Minha Casa, Minha Vida é gratuito para idosos e quem tem Bolsa Família

Diversos cidadãos que recebem valores do Minha Casa, Minha Vida (MCMV) podem ser beneficiados com isenção no financiamento.

Um dos principais benefícios sociais do Brasil, o Minha Casa, Minha Vida (MCMV) voltou a vigorar no ano de 2023, em substituição ao Casa Verde e Amarela. O mesmo ocorreu com o Bolsa Família, que foi criado em 2003 e substituiu o Auxílio Brasil ainda no último ano.

Ambos os benefícios são encabeçados pelo Governo Federal. O Bolsa Família contempla mais de 20 milhões de famílias e é administrado pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), sendo pago todos os meses por meio da Caixa Econômica Federal.

Para ter direito ao benefício, é necessário ter uma renda familiar mensal de até R$ 240 por pessoa. Com isso, é possível receber quantias de R$ 600, além de adicionais como o Benefício da Primeira Infância (BPI) e o Benefício Variável Familiar (BVF), que paga quantias de R$ 150 e R$ 50.

No caso do MCMV, o principal propósito do benefício é prover moradia para as pessoas, e por isso, é possível realizar financiamentos de imóveis por meio dele. O programa contempla as famílias que possuem uma renda familiar mensal de até R$ 8 mil em áreas urbanas ou renda bruta familiar anual de R$ 96 mil em áreas rurais. Neste ano, o Governo Federal abriu o cadastro de municípios, estados e empresas para novas contratações do MCMV. Além disso, outras mudanças foram feitas em torno das regras.

Minha Casa, Minha Vida e Bolsa Família

No ano de 2023, o Minha Casa, Minha Vida foi remodelado, com o intuito de contemplar a maior parte da população brasileira. Atualmente, existem três faixas de financiamento. Nas áreas urbanas, a faixa 1 destina-se a famílias com renda bruta familiar mensal de até R$ 2.640. Já a faixa 2 vai até R$ 4,4 mil, enquanto a faixa 3, até R$ 8 mil.

Para se inscrever no programa, é necessário realizar uma inscrição por meio do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que é o banco de dados utilizado pelo governo para confirmar dados como a renda mensal. O CadÚnico é o mesmo meio utilizado pelo governo para prover o Bolsa Família para os cidadãos de baixa renda.

Em alguns casos, o MCMV aplica uma isenção do financiamento para os cidadãos assistidos pelo programa. É o caso de pessoas que recebem o Bolsa Família, possuem contrato de financiamento em seu nome ou são contempladas pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC), que é pago pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.