Lírio Parisotto nega indenização a Luiza Brunet por graves acusações

A defesa do empresário Lírio Parisotto negou o pagamento de uma indenização para a modelo e atriz Luiza Brunet.

O empresário Lírio Parisotto negou o pagamento de uma indenização para a modelo e atriz Luiza Brunet. É o que informou a coluna escrita por Fábia Oliveira no site Metrópoles. O empresário é acusado de agredir a modelo, e na Justiça, ela pediu uma indenização de R$ 1 milhão pela violência sofrida.

Em sua defesa, o réu apresentou um documento com 79 páginas, e de acordo com a coluna, a defesa afirma que Luiza foi incapaz de comprovar que sofreu de fato algum dos danos alegados. Além disso, ainda há a alegação de que ela não apresentou um único documento que atestasse que ela teve despesas médicas por conta do ocorrido ou gastos com tratamento de saúde psiquiátrica.

Luiza Brunet teria dito que chegou a passar por cirurgias, mas a defesa do empresário aponta que ela não apresentou documentos sobre esses gastos. Já em outro ponto, a defesa ainda afirma que, após a afirmação de Luiza, não há uma aparição em que o episódio não seja objeto de pauta. Parisotto, por meio de seus advogados, diz que ela costuma trazer esse assunto por livre e espontânea vontade.

A defesa do réu afirma que a violência doméstica deve ser combatida e “ponto final”. Porém, alegam que o pedido da vítima tem como objetivo uma tentativa de enriquecer, sem causa, no meio de toda essa trágica história. Eles ainda argumentaram que a modelo utiliza das próprias redes sociais para atacar o réu de forma repetida.

Luiza Brunet se pronuncia sobre o caso

Aos 61 anos de idade, a modelo e atriz Luiza Brunet vive o processo contra o empresário desde meados de 2016, época em que ela se separou. Lírio chegou a ser condenado a um ano de detenção por conta das agressões. Após a defesa de Lírio ter se manifestado, ela também deu declarações para a coluna do Metrópoles.

“As questões referentes à ação que visa a indenização pelos danos que o meu ex-companheiro me causou já estão sendo tratadas na Justiça. Não me causou surpresa a negativa dele em me indenizar, atitude típica de agressores poderosos que se acham acima do bem e do mal. Minha luta pelas mulheres é minha missão de vida. Não quero que outras mulheres sofram o que eu sofri. Não tem um único dia em que eu acorde e vá dormir sem lembrar do que aconteceu”, disse a modelo.

“Estão vivos na minha memória cada tapa, cada soco, cada chute e cada costela quebrada. Me lembro também de cada ofensa verbal a que fui submetida. Depois de tudo isso, ainda fui alvo de diversas agressões em redes sociais, por pessoas ligadas a ele. Pessoas que depois confessaram que faziam as ofensas estimuladas por ele”, completou Luiza.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.