Desenrola Brasil pode ser utilizado por servidor com renda de até R$ 20 mil

A chamada Faixa 2 atende uma parcela específica dos devedores

O Desenrola Brasil, programa de renegociação de dívidas do Governo Federal, agora atende servidores públicos federais que tenham débitos negativados até 31 de dezembro de 2022 e renda de até R$ 20 mil. Essa parcela da população faz parte da chamada Faixa 2.

Até o dia 31 de março deste ano, as instituições financeiras autorizadas a realizar operações de crédito estão aptas para oferecer renegociação de dívidas na Faixa 2. As pendências poderão ser quitadas nos canais indicados pelos agentes financeiros, bem como ser parceladas em, no mínimo, 12 prestações.

No que diz respeito a dívidas bancárias de até R$ 100, o nome do devedor será retirado dos cadastros de devedores automaticamente pelas instituições financeiras. Portanto, procure diretamente a instituição que tenha relacionamento e não aceite nenhum intermediário.

Como funciona o Desenrola Brasil?

Em terras brasileiras, como bem sabemos, as dívidas têm atingido um número cada vez maior de pessoas. Entretanto, por meio do programa, o governo espera poder ajudar os endividados a reduzir suas pendências financeiras. Inclusive, Desenrola Brasil foi prorrogado até março de 2024, visando auxiliar cerca de 70 milhões de brasileiros na renegociação e diminuição de seus débitos.

A iniciativa é fruto da parceria entre o Ministério da Fazenda e instituições bancárias. O programa foi dividido entre dois públicos distintos: consumidores com rendimento de até R$ 5 mil mensais, ou inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que possuem dívidas que foram negativadas entre 2019 a 2022 e cujo valor atualizado é inferior a R$ 20 mil, e consumidores com renda mensal de até R$ 20 mil que tiveram dívidas bancárias inscritas em cadastros de inadimplentes até 31 de dezembro de 2022.

Quais dívidas podem ser renegociadas?

O foco principal do Desenrola Brasil são as dívidas feitas com pessoas jurídicas. Entre elas estão:

  • 1. Cartão de crédito cancelado por falta de pagamento;
  • 2. Empréstimo não pago;
  • 3. Financiamento atrasado;
  • 4. Consórcio não pago;
  • 5. Cheque sem fundo;
  • 6. Seguro não pago;
  • 7. Conta de água e luz;
  • 8. Contas de cartões de supermercado ou lojas varejistas.

Funcionamento do Desenrola Brasil

Dependendo da situação financeira do devedor, os juros e condições de pagamento variam. Entretanto, o desconto médio para o pagamento à vista é de 85% a 90%. Sendo assim, o programa pode ser um grande aliado para quem almeja negociar débitos e restituir sua situação financeira.

As negociações são práticas e podem ser feitas online, facilitando o acesso e proporcionando condições vantajosas para o pagamento das dívidas. Cabe mencionar que os acordos podem ser feitos diretamente no site do Desenrola Brasil ou diretamente com o banco, dependendo da situação de cada interessado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.