Samsung é destronada pela Apple no ranking de vendas de celulares

A Samsung figurava como a principal vendedora de celulares por mais de uma década, após destronar a Nokia. Agora, a Apple superou a empresa sul-coreana

Após 13 anos, a Apple alcançou pela primeira vez a posição de principal vendedora de smartphones em nível global no ano de 2023, superando a Samsung, conforme indicam os dados mais recentes fornecidos pelas empresas de análise de mercado IDC e Canalys.

De acordo com o levantamento da IDC, a Apple comercializou 234,6 milhões de smartphones de janeiro a dezembro de 2023, enquanto a Samsung se posicionou em segundo lugar, com a venda de 226,6 milhões de unidades. Esse feito marca o retorno da Samsung à segunda posição após mais de uma década, quando ultrapassou a Nokia em 2010, que na época dominava o mercado de celulares em todas as faixas de preço.

Samsung destronada

Para além de ultrapassar a Samsung, a Apple ascendeu ao primeiro lugar nas vendas de smartphones pela primeira vez, superando não apenas a Samsung (segundo lugar), mas também a Xiaomi (terceiro lugar), OPPO (quarto lugar) e Transsion (quinto lugar), que engloba fabricantes como Tecno e Infinix.

Nabila Popal, diretora de pesquisa da IDC, ressalta que a Apple é a única empresa entre as três primeiras a registrar um crescimento positivo anual. Ela atribui esse êxito à crescente procura por dispositivos premium, os quais agora constituem mais de 20% do mercado. Esse aumento é impulsionado por ofertas sedutoras de troca e planos de financiamento sem juros.

Enquanto a Apple experimentou um aumento de 3,7% de 2022 para 2023, a Samsung enfrentou uma notável redução de 13,6% em apenas um ano. A pesquisa indica um acirramento da competição no segmento Android, com a presença de marcas como Google, Huawei, Honor e Xiaomi.

Outras posições no ranking

A fabricante chinesa Xiaomi ocupa a terceira posição, tendo entregado 145,9 milhões de celulares ao longo do ano, refletindo uma queda de 4,7%. Esse desempenho resultou em uma participação de mercado de 12,5% para a empresa em escala global. No período em análise, a Apple foi a única entre as três principais empresas a apresentar crescimento.

Logo em seguida, figuram as empresas chinesas OPPO, detentora de uma fatia de 8,8%, e Transsion, com 8,1% de participação no mercado mundial. Em termos gerais, houve uma queda de 3,2% no volume de vendas no mercado global, atingindo o menor patamar em uma década, com a comercialização de 1,17 bilhão de smartphones.

Apple valiosa

Em 2024, ocorreu uma alteração significativa na liderança do cenário empresarial global, com a Apple superando a Amazon e se tornando a empresa mais valiosa do mundo. Conforme revelado no relatório da Brand Finance durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, Suíça, nesta quarta-feira (17 de janeiro de 2023), a empresa fundada por Steve Jobs agora detém a posição de destaque no ranking.

A Apple atinge uma avaliação notável de US$ 516,6 bilhões, colocando-a à frente da Microsoft (US$ 340,4 bilhões) e do Google (US$ 333,4 bilhões) nas posições subsequentes. A Amazon, que liderava em 2023, agora ocupa a quarta posição, com um valor de mercado de US$ 308,9 bilhões.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.