Bolsa Família terá investimento de US$ 300 milhões do Banco Mundial

Diversas famílias que recebem o Bolsa Família poderão ser beneficiadas com o novo investimento de US$ 300 milhões no programa.

Um dos principais benefícios sociais do Brasil, o Bolsa Família irá receber um investimento de US$ 300 milhões do Banco Mundial. A informação foi divulgada pelo ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), Wellington Dias, na última quinta-feira (11).

Com isso, bastará que a operação financeira seja aprovada pelo Congresso Nacional. Após a divulgação, a secretária nacional de Renda de Cidadania do MDS, Eliane Aquino, comentou que o Governo Federal colocou a erradicação da pobreza e da fome como uma de suas prioridades para o país.

“No Bolsa Família, atendemos um total de nove milhões de crianças de zero a seis anos de idade. Isso significa que 45% de todas as crianças dessa faixa etária no país estão no PBF. Esse recurso do BIRD contribuirá para melhorar o desempenho na assistência, saúde e educação de nossas crianças, reforçando a proteção social e o fortalecimento da primeira infância”, destacou.

Em 2023, o Bolsa Família voltou a vigorar em substituição ao Auxílio Brasil. Desde então, houve cortes de beneficiários por conta das inconsistências apresentadas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Ao todo, mais de 20 milhões de pessoas ainda recebem valores mínimos de R$ 600 do programa, que ainda conta com adicionais para crianças, jovens, gestantes e lactantes.

Bolsa Família receberá recursos internacionais

Ainda de acordo com o que foi falado por Eliane Aquino, a execução do projeto incluirá assistência técnica do Banco Mundial para superar os desafios gerais na execução do novo Bolsa Família em cinco áreas.

Entre essas cinco áreas, estão: melhoria da qualidade dos dados do Cadastro Único, a ser desenvolvido em parceria com a secretaria de Avaliação, Gestão da Informação e Cadastro Único (Sagicad); melhoria na eficácia das condicionalidades; melhorias estruturais e operacionais do Bolsa Família; melhoria da gestão dos benefícios; maior e melhor articulação com outros programas do MDS, com estados e municípios para ampliar o impacto positivo do Bolsa Família. 

O Bolsa Família é voltado exclusivamente para pessoas de baixa renda e que vivem em situação de vulnerabilidade social. Os valores do programa são pagos todos os meses, sempre nos dez últimos dias úteis, de acordo com o NIS (Número de Inscrição Social).

Para receber o benefício, é necessário estar inscrito e com os dados atualizados no CadÚnico. Além disso, é exigida uma renda familiar mensal de até R$ 240 por pessoa. A depender da composição familiar, o auxílio pode chegar a cerca de R$ 1.000 no mês.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.