23 estados e o Distrito Federal liberam a emissão da Nova Carteira de Identidade

A CIN (Carteira de Identidade Nacional) contará com emissão para mais de 20 estados do Brasil e para o Distrito Federal.

A nova carteira de identidade que será usada no Brasil já poderá ser emitida em 23 estados brasileiros e também no Distrito Federal. Trata-se da CIN (Carteira de Identidade Nacional), que seguirá um novo modelo. A partir de agora, não haverá mais um número específico para a identidade, sendo usado apenas o CPF (Cadastro de Pessoa Física).

O Governo Federal informou que a iniciativa tem como principal objetivo melhorar os cadastros do governo e evitar fraudes. Isso porque atualmente as emissões são feitas por órgãos estaduais, e por isso, existem pessoas que utilizam documentos falsos. Com a uniformização, ficará mais fácil para os órgãos averiguar isso e impedir o trabalho dos falsários.

Entre os estados brasileiros que tinham feito adesão ao modelo da CIN até o início deste mês, estavam: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Distrito Federal, Mato Grosso, Goiás, Amazonas, Acre, Rondônia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Piauí e Maranhão. O Governo Federal pretende ainda desburocratizar o acesso aos documentos.

Nova carteira de identidade para cidadãos brasileiros

A adesão da CIN começou ainda no ano de 2022, tendo como primeiro estado o Rio Grande do Sul. Até o momento, já foram emitidos mais de 2 milhões de novos documentos. Porém, não existe atualmente uma obrigatoriedade de realizar a troca do documento neste momento, visto que, de acordo com a legislação, existe um prazo de validade para os documentos nacionais.

Dessa maneira, a CIN será uma importante atualização para muitos brasileiros e que já está valendo em diversos estados em todo o país. O documento utilizará o mesmo código internacional que existe nos passaportes, denominado como MRZ. Além disso, poderá ser usada tanto na versão física quanto na versão digital, por meio do aplicativo Gov.br.

Sendo assim, por hora, os modelos de antigos padrões de documentos poderão continuar sendo utilizados até o dia 28 de fevereiro de 2032. Porém, a CIN ainda contará com um QR Code, que permitirá a verificação de autenticidade do documento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.