Maiores Economias do Mundo em 2023: Brasil sobe no ranking

O Brasil deve subir no ranking das maiores economias do mundo em 2023, de acordo com projeção do FMI (Fundo Monetário Internacional).

O Brasil subiu no ranking das maiores economias do mundo no ano de 2023. A elevação de 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre deste ano ajudou o país a crescer no ranking de maiores economias do planeta, elaborado pelo economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini, e que conta com dados de outras 50 nações.

A Indonésia foi a primeira colocada no ranking de expansão da economia no terceiro trimestre, após apresentar um crescimento de 3,3%. Aparecem, em seguida, países como Malásia (2,6%), Nigéria (2,3%), Taiwan (1,9%), Indonésia (1,6%), Polônia (1,5%), Cingapura (1,4%), China (1,3%), Estados Unidos (1,3%) e México (1,1%).

No caso do Brasil, o desempenho ficou abaixo da média dos 51 países do ranking, com expansão de 0,2%. Por sua vez, a elevação do PIB brasileiro também ficou abaixo da média dos países que compõem o G7, grupo econômico formado por países importantes para a geopolítica. Neste caso, houve elevação de 1,1%. No entanto, o percentual foi maior que o desempenho médio das nações que compõem o Brics (-0,2%), bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Brasil sobe no ranking das economias mundiais

A projeção atual é de que o Brasil se torne a 9° maior economia do mundo, de acordo com a projeção feita pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). De acordo com a publicação Perspectiva Econômica Mundial (WEO, na sigla em inglês), o PIB brasileiro foi estimado em US$ 2,13 trilhões em 2023, ultrapassando o Canadá, com PIB previsto de US$ 2,12 trilhões.

O avanço no ranking ocorre após o órgão revisar o crescimento do PIB do País para este ano de 2,1% para 3,1%. “A revisão em alta para 2023 desde julho reflete um crescimento mais forte do que o esperado no Brasil, impulsionado pela agricultura dinâmica e serviços resilientes no primeiro semestre de 2023″, afirma o FMI.

Ainda de acordo com o relatório, o consumo também permaneceu forte no Brasil, apoiado por medidas de estímulo fiscal. O Fundo ainda melhorou a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil para 2024, mesmo que a expectativa ainda seja de que a economia cresça menos. Ainda é esperado que o Brasil apresente um avanço de 1,5% contra a previsão anterior de alta de 1,2%.

Atualmente, as cinco maiores economias do mundo são: Estados Unidos, China, Alemanha, Japão e Índia. Com a projeção do FMI, o Brasil seria o único país sul-americano a integrar a lista no top 10.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.