Vídeo de gatinho é transmitido pela Nasa em alta resolução; confira

O vídeo de gatinho marca o evento em que a NASA transmitiu, pela primeira vez, um vídeo do espaço profundo por meio de tecnologia laser

A missão Psyche da NASA, lançada no final de outubro, atingiu um feito notável. Um inovador experimento de comunicação a laser embarcado na sonda conseguiu transmitir com êxito um vídeo para a Terra, superando a notável distância de quase 31 milhões de quilômetros. O protagonista do vídeo é um gato chamado Taters, marcando o inédito evento em que a agência espacial transmitiu, pela primeira vez, um vídeo do espaço profundo por meio da avançada tecnologia laser.

O teste integra o projeto Deep Space Optical Communications (DSOC), uma iniciativa projetada para avaliar e evidenciar as capacidades da comunicação óptica em missões espaciais. O experimento do DSOC é reconhecido como o teste de comunicação a laser de alta largura de banda mais remoto já conduzido pela agência, avaliando a eficácia da transmissão de dados entre o espaço profundo e a Terra por meio de um laser infravermelho próximo invisível.

Transmissão da Nasa

O clipe de 15 segundos, convertido através de um laser infravermelho próximo, foi enviado da sonda Psyche para o Telescópio Hale no Observatório Palomar do Instituto de Tecnologia da Califórnia. Esse acontecimento teve lugar a uma distância 80 vezes superior à que separa a Terra da Lua, com o laser percorrendo essa vasta extensão em apenas 101 segundos.

O vídeo de gatinho transmitido pela Nasa. (Vídeo: reprodução/YouTube)
  • Tecnologia Laser: A tecnologia laser utilizada no experimento é capaz de transmitir dados de 10 a 100 vezes mais rápido do que os sistemas tradicionais de ondas de rádio empregados em outras missões da NASA.
  • Desenvolvimento do Experimento: Este recente sucesso no teste do experimento de laser ocorre após o marco de “primeira luz” em 14 de novembro, quando os engenheiros conseguiram enviar e receber com sucesso os primeiros dados.
  • Downlink: As impressionantes velocidades de downlink de dados do laser, comparáveis às da Internet de banda larga, estão redefinindo os padrões de transmissão de informações no espaço.
  • Missão Magalhães: A equipe do DSOC recentemente baixou 1,3 terabits de dados em uma única noite, uma conquista que se equipara aos 1,2 terabits enviados de volta pela missão Magalhães da NASA a Vênus ao longo de quatro anos na década de 1990.

Vídeo de gatinho

Além da importância técnica do experimento, a decisão de incorporar um vídeo protagonizado por Taters, o brincalhão gato malhado laranja, conferiu um elemento lúdico à realização. O vídeo foi encaminhado ao DSOC antes do lançamento da missão Psyche, apresentando uma sobreposição gráfica que delineava a trajetória orbital da sonda, a estrutura do telescópio Palomar e detalhes curiosos, como a cor, raça e frequência cardíaca de Taters.

Inserir um vídeo de um gato nesse avanço do DSOC também é uma reverência à história da transmissão, evocando o ano de 1928, quando uma figura do desenho animado Felix, o Gato, desempenhou um papel nos primeiros experimentos de transmissão televisiva.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.