Idade e tempo de contribuição do INSS serão alterados em 2024

A idade e o tempo de contribuição para a aposentadoria do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) serão alteradas para o ano de 2024.

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é um dos principais órgãos do Brasil, visto que é responsável diretamente pelo pagamento de diversos benefícios previdenciários, como é o caso de aposentadorias, pensões, auxílio-doença e o BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Desde que houve a Reforma da Previdência no ano de 2019, a idade e o tempo de contribuição do INSS podem ser alterados anualmente. De acordo com a reforma, essas mudanças devem ocorrer de forma gradual ano a ano. Por esse motivo, já existem algumas alterações previstas para o ano de 2024.

Atualmente, a Previdência Social repassa benefícios de R$ 1.320 (piso) a R$ 7.507,49 (teto) para mais de 39 milhões de pessoas em todo o Brasil. Porém, o piso da autarquia deverá ser maior em 2024, visto que haverá aumento no salário mínimo para um valor de cerca de R$ 1.412.

As novas regras para a aposentadoria do INSS serão válidas para boa parte dos segurados do órgão. Porém, os cidadãos que estavam próximos de se aposentar podem contar com essas possibilidades dadas pelas regras de transição.

Idade e tempo de contribuição do INSS serão alterados em 2024

Sendo assim, os cidadãos que começaram a trabalhar depois de novembro de 2019 precisam cumprir os novos requisitos para se aposentar, que são as idades mínimas de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens. Além disso, é necessário contar com um tempo de contribuição de 30 anos para as mulheres e de 35 anos para os homens.

Por outro lado, para aqueles que já estavam inseridos no mercado de trabalho quando a reforma havia sido aprovada, existe a possibilidade de se aposentar com o sistema de pontos ou com a idade mínima progressiva. A cada ano que passa, as exigências aumentam em torno da aposentadoria.

O sistema de pontos do INSS será alterado em 2024. No próximo ano,  serão necessários 91 pontos para as mulheres e 101 pontos para os homens. Já em 2028, a pontuação alcançará o limite de 105 pontos para os homens, sem novos aumentos. Por sua vez, no ano de 2033, é a vez das mulheres no limite de 100 pontos. No ano de 2019, o mínimo era de 86 pontos para as mulheres e de 96 para os homens.

Já no caso da idade mínima progressiva, será possível que as mulheres se aposentem com idade de 58 anos e 6 meses. No caso dos homens, a idade mínima sobe para 63 anos e 6 meses.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.